Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Dois em cada dez usuários de cartão de crédito são adeptos a bancos digitais, revela pesquisa

Diana Cheng - 03/07/2019 - 14:20
Os principais motivos para escolher os bancos digitais são a isenção de anuidade e as taxas e juros mais baixos, mencionados por 54% dos entrevistados

Dois em cada dez usuários são adeptos ao uso de cartões de crédito de fintechs ou bancos digitais, revela o novo levantamento realizado pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil).

Os principais motivos para escolher este tipo de serviço são a isenção de anuidade e as taxas e juros mais baixos, mencionados por 54% dos entrevistados. Outros 49% destacam a vantagem de resolver tudo pelo celular.

“O consumidor se tornou mais exigente à medida que passou a ter controle sobre como e quando terá acesso a determinados produtos”, pontua Roque Pellizzaro Junior, presidente do SPC Brasil. Ainda de acordo com o executivo, o crescimento da participação das fintechs reflete as mudanças no segmento.

Uso do cartão de crédito

O cartão de crédito se destaca como uma das principais modalidades usadas pelos consumidores na hora de parcelar as compras. 77% da população brasileira recorreu a ele no último ano.

A pesquisa também mostra que o brasileiro possui, em média, dois cartões de crédito. Boa parte dos entrevistados (45%) gosta de ter mais de uma opção de bandeira.

Roupas, calçados e acessórios dividem a liderança com eletrônicos na lista dos produtos mais adquiridos por meio do cartão, ambos com 54%. Farmácia e medicamentos, com 47%, supermercados e mantimentos, com 46%, e eletrodomésticos e eletroportáteis, com 45%, são outras categorias de destaque.

O valor médio pago pela anuidade dos cartões é de R$ 135.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Controle de gastos

Questionados se fazem controle de gastos, 20% dos entrevistados afirmaram não analisar as tarifas, principalmente por falta de interesse ou por não pensarem nisso. Dentre os que disseram analisar, 49% verificam as tarifas cobradas e 30% ficam atentos aos juros provenientes do pagamento atrasado.

60% dos entrevistados controlam os gastos com cartão de crédito, embora 39% tenham admitido que não fazem isso com frequência. Os motivos vão desde o fato dos comprovantes serem guardados (14%) à fatura verificada no fim do mês (12%).

Consequentemente, o número de brasileiros que ficaram com nome sujo nos últimos 12 meses chegou a 46%. 32% tiveram o cartão bloqueado por falta de pagamento.

“O controle financeiro do cartão de crédito, feito com regularidade e antecedência, é a única maneira de o consumidor saber o quanto já gastou e o quanto ainda pode gastar”, explica José Vignoli, educador financeiro do SPC Brasil. “O ideal é, antes de fazer uma aquisição com o cartão, saber se essa despesa está mesmo dentro do orçamento previsto”.

86% dos consumidores desconhecem a taxa de juros mensal a pagar por entrar no rotativo. Outros 15% revelaram que tinham em abril alguma fatura no cartão de crédito em atraso.

Por outro lado, 72% dos entrevistados afirmaram estar com os pagamentos em dia.

Metodologia

O levantamento ouviu 805 consumidores sendo que continuaram a ser entrevistados somente aqueles que disseram ter utilizado o cartão de crédito nos últimos 12 meses.

A margem de erro é de 3,4 pontos percentuais.

Última atualização por Diana Cheng - 03/07/2019 - 14:20