Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Direcional: analistas veem grande espaço para crescimento após divulgação de prévia do 4º trimestre

14/01/2020 - 15:07
A geração de caixa recorrente da companhia foi de R$ 167 milhões em 2019, contribuindo para o valor acumulado de R$ 783 milhões em sete anos (Imagem: Divulgação/Direcional)

A Direcional (DIRR3) divulgou ontem (13) a prévia operacional do quarto trimestre de 2019, tendo o VGV lançado da incorporadora somado R$ 555,1 milhões. No ano, o valor chegou a R$ 1,95 bilhão, crescimento de 2% na comparação ano a ano.

A geração de caixa recorrente da companhia foi de R$ 167 milhões em 2019, contribuindo para o valor acumulado de R$ 783 milhões em sete anos. De outubro a dezembro, o valor gerado ficou em R$ 35 milhões, embora pudesse ter sido maior se não fosse pela compra da participação societária em dois projetos.

As vendas líquidas no trimestre atingiram R$ 371 milhões, registrando queda de 13,4% ante o mesmo período de 2018. O índice Vendas Líquidas sobre Oferta (VSO) foi de 14%.

“Na nossa opinião, os resultados do quarto trimestre vieram sólidos, uma vez que a Direcional continua acelerando seus lançamentos (como esperado) enquanto registra um fluxo de caixa livre forte”, comentaram Gustavo Cambauva e Elvis Credendio, analistas do BTG Pactual (BPAC11).

Ainda segundo o banco, a incorporadora também está trabalhando para sustentar margens mais altas e evitar dar descontos a compradores de imóveis, dada a menor velocidade de vendas.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

Para o Credit Suisse, a Direcional é um dos players mais baratos no segmento de construção, negociando em 1,85 vezes o preço da ação sobre o seu valor patrimonial contra a média de 2,15 vezes de seus pares.

“[A Direcional] ainda possui bastante espaço para crescer e perspectivas de lucratividade mais fortes”, acrescentaram Luis Stacchini, Eduardo Costa e Vanessa Quiroga, da equipe de análise da instituição suíça.

O BTG recomenda compra para os papéis da empresa, com preço-alvo de R$ 15. A recomendação do Credit Suisse é de outperform, com preço-alvo em 12 meses de R$ 11,50.

Confira a seguir o documento da prévia:

Última atualização por Diana Cheng - 14/01/2020 - 15:08

Lucro da Cielo sucumbe à concorrência e cai pela metade em 2019