Últimas Notícias Tesouro Direto Nova Previdência Cotações Comprar ou Vender Cripto
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Dia da Criança: Diferença de preços de brinquedos entre lojas é de até 184%

Arena do Pavini - 04/10/2018 - 14:49
(Pixabay)

Por Arena do Pavini – Pesquisa comparativa de preços de produtos para o Dia das Crianças do Procon-SP entre os dias 17 e 20 de setembro revela que a maior diferença constatada (184,27%), foi na boneca Baby Alive Super Snacks Adoro Macarrão (loira – ref. C0963) da Hasbro. O maior preço encontrado foi de R$ $ 411,90 (zona Oeste) e o menor, R$ 144,90 (zona Norte), uma diferença de R$ 267,00 em valor absoluto.

RECEBA A NOSSA NEWSLETTER GRATUITA

Ao todo, foram pesquisados os preços de 110 brinquedos: bicicletas, bonecas/bonecos, jogos, massas de modelar, entre outros, em dez lojas distribuídas pelas cinco regiões da cidade de São Paulo.

Continua depois da publicidade

Após comparação dos 58 produtos comuns entre as pesquisas realizadas em 2017 e 2018, constatou-se que houve, em média, aumento de 0,32% no preço dos brinquedos. O estabelecimento Fabdré Brinquedos foi o que apresentou a maior quantidade de produtos com menor preço (52 itens dos 103 encontrados).

O Procon divulgou uma lista com o número de itens, por loja, com preços menores ou iguais aos preços médios obtidos:

Norte: BMart – nenhum item dos 40 encontrados (0%) Fabdré – 96 itens de 103 encontrados (93%)

Sul: JC Brinquedos – 30 itens de 79 encontrados (38%) Lojas Americanas – 6 itens de 57 encontrados (11%)

Leste: Armarinhos Fernando – 49 itens de 75 encontrados (65%) Magazine Luiza – 11 itens de 61 encontrados (18%)

Oeste: Extra Anhanguera – 16 itens de 47 encontrados (34%) Walmart – 12 itens de 54 encontrados (22%)

Centro: MP Brinquedos – 49 itens de 99 encontrados (49%) Semaan – 45 itens de 76 encontrados (59%)

O Procon-SP orienta o consumidor a fazer uma criteriosa pesquisa e avaliar não somente o preço, mas também a idade, o interesse e a habilidade da criança e, se possível dar preferência a brinquedos educativos que estimulem a coordenação motora, a inteligência, a afetividade, a criatividade e a socialização. E diz que é importante também verificar se o item traz informações adequadas, claras e em língua portuguesa sobre suas características, qualidades, quantidade, origem, composição, preço e garantia.

Na embalagem deve constar a indicação da idade ou faixa etária, instruções de uso e de montagem, descrição exata dos itens inseridos, identificação do fabricante (nome, CNPJ e endereço) ou importador (caso o brinquedo seja importado), eventuais riscos que possam apresentar à criança e o selo de certificação do Inmetro que indica que o produto foi fabricado e comercializado de acordo com as normas técnicas. O selo deve apresentar a marca do Inmetro e a do organismo de certificação credenciado (IQB, Falcão Bauer, entre outros).

Também é importante avaliar as formas de pagamento, sempre priorizando o pagamento à vista, evitando parcelamentos com juros, os quais futuramente podem pesar no orçamento, lembra o Procon.

Money Times no Messenger!
Notícias selecionadas para você