Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

CPI do BNDES ouve ex-diretor que autorizou empréstimo para Cuba

Agência Câmara - 10/09/2019 - 14:41
A CPI foi criada em março deste ano para investigar contratos firmados pelo BNDES entre 2003 e 2015, com ênfase nos acordos internacionais (Imagem: REUTERS/Sergio Moraes)

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do BNDES reúne-se nesta quarta-feira (11) para tomar mais um depoimento. Desta vez, os deputados vão ouvir o ex-diretor do BNDES Julio Cesar Maciel Ramundo.

Ramundo, que trabalhou na Diretoria Industrial, Capital Empreendedor e Mercado de Capitais do banco, foi convocado a pedido do relator do colegiado, deputado Altineu Côrtes(PR-RJ), e deve prestar esclarecimento sobre fatos relacionados com contratos internacionais fechados pelo banco.

A CPI foi criada em março deste ano para investigar contratos firmados pelo BNDES entre 2003 e 2015, com ênfase nos acordos internacionais. São projetos em países como Gana, Guiné Equatorial, Venezuela, República Dominicana e Cuba. Empreiteiras brasileiras obtiveram financiamento para obras no exterior.

A justificativa para o investimento seriam contrapartidas que colaborassem para o desenvolvimento econômico e social do país.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

CPI antiga

Ramundo já esteve na Câmara em 2015, prestando depoimento à CPI do BNDES que funcionou na legislatura passada. Na ocasião, ele negou que houvesse ingerência política no banco para privilegiar grupos econômicos com financiamentos ou aportes de capital.

A oitiva do ex-diretor do banco está marcada para as 14h30, no plenário 7.

Última atualização por Bruno Andrade - 10/09/2019 - 14:51