Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

CPFL avança com negociação para compra de fatia da State Grid na CPFL Renováveis

Investing.com Brasil - 21/05/2019 - 17:47
CPFL
A CPFL Renováveis opera um conjunto de parques eólicos, usinas à biomassa e pequenas centrais hidrelétricas com uma capacidade total de 2,1 gigawatts.

Por Investing.com 

No fim da tarde desta terça-feira na bolsa paulista, as ações da CPFL Energia (CPFE3) fecharam com valorização de 3,09% a R$ 30,00. O mercado reagiu de forma positiva à intenção da companhia de adquirir a fatia da State Grid na CPFL Renováveis.

Em comunicado ao mercado, a elétrica anunciou que tem um memorando de entendimento com sua controladora, a chinesa State Grid para adquirir a totalidade da participação da empesa oriental na sua controlada indireta de energia limpa.

Continua depois da publicidade

A CPFL Renováveis opera um conjunto de parques eólicos, usinas à biomassa e pequenas centrais hidrelétricas com uma capacidade total de 2,1 gigawatts. A State Grid possui 48,39% da companhia, contra 51,55% da CPFL, com apenas 0,06% dos papéis em circulação no mercado.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

“O valor a ser pago pela CPFL Energia pela totalidade das ações de emissão da CPFL Renováveis detidas pela State Grid será negociado e determinado de maneira independente pela CPFL Energia e pela State Grid… observado que a State Grid já declarou que aceita vender as ações a um preço por ação de 16,85 reais”, disse a CPFL Energia em comunicado.

A empresa acrescentou que contratou o UBS para elaborar um laudo de avaliação que indicará uma margem estimada de preço para os papéis. A aprovação final da operação, incluindo preço, ficará a cargo do conselho de administração da CPFL Energia.

A operação pela fatia da State Grid na empresa renovável, no entanto, estará sujeita à conclusão bem sucedida de uma oferta subsequente de ações em preparação pela CPFL Energia, afirmou a companhia.

Última atualização por Diana Cheng - 21/05/2019 - 17:47