Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Concessão de rodovia em SP prevê desconto progressivo no pedágio

Agência Brasil - 24/07/2019 - 19:20
De acordo com a nova regra, usuários frequentes de um mesmo trecho pagarão menos (Imagem: Google Maps)

O edital para concessão de 1,2 mil quilômetros de rodovias entre a cidade de Piracicaba, na região de Campinas (SP), e o município de Panorama (SP), no extremo oeste do estado  lançado hoje (24) pelo governo paulista, prevê a aplicação de um desconto progressivo na tarifa do pedágio. De acordo com a nova regra, usuários frequentes de um mesmo trecho pagarão menos.

Segundo a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), o Desconto de Usuário Frequente (DUF) dará, dentro de um mesmo mês, descontos progressivos em cada passagem, conforme o sentido da viagem, até o limite de 30 viagens. No mês seguinte, os descontos são zerados e iniciados novamente.

Segundo a Artesp, em alguns casos, na trigésima passagem, poderá ser concedido um desconto em torno de 90%. O DUF só será concedido aos usuários com carros de passeio ou veículos urbanos de carga. O edital prevê um outro desconto, de 5%, válido para todos os tipos de veículos que utilizarem o sistema de pagamento automático nos pedágios, em que não é necessário parar nos guichês.

O lote Piracicaba – Panorama é composto por uma malha de 218 quilômetros – atualmente operado pela concessionária Centrovias, do Grupo Arteris, cujo contrato vence no início de 2020 – além de 1.055 quilômetros operados pelo Departamento de Estradas de Rodagem de São Paulo (DER-SP). A concessão do lote vai contemplar trechos das rodovias SP-304, SP-308, SP-191, SP-197, SP-310, SP-225, SP-261, SP-293, SP-331, SP-294, SP-284 e SP-425, que passam por 62 municípios paulistas.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Entre outras melhorias, a concessionária vencedora da licitação deverá equipar as rodovias com Wi-fi (rede de dados sem fio) ao longo de toda a malha a fim de levar ao usuário informações sobre o sistema, como situação do trânsito, além de possibilitar o acionamento de socorro médico e mecânico. As rodovias terão de ser totalmente monitoradas por câmeras inteligentes, com pesagem em movimento para a fiscalização de veículos.

Licitação 

Poderão participar da concorrência empresas nacionais, estrangeiras, fundos de investimentos, entidades de previdência complementar – isoladamente ou em consórcio. O critério de julgamento da licitação será o maior valor de outorga fixa.

“Visando privilegiar os investimentos e tarifas de pedágio menores, o governador João Dória determinou a adoção de um menor valor de outorga fixa, cujo valor mínimo foi reduzido de um potencial de R$ 2 bilhões para somente R$ 19 milhões”, disse a Artesp em nota.

As propostas serão recebidas na sede da Bolsa de Valores de São Paulo B3 em novembro. A previsão de assinatura do contrato e início da operação da nova concessionária é o primeiro semestre de 2020.

Leia mais sobre: Rodovias, Transportes

Última atualização por Rafael Borges - 24/07/2019 - 19:20