Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Com lucro líquido 61,5% menor puxado por Argentina, ações da Alpargatas operam em queda

Investing.com Brasil - 13/05/2019 - 11:31
A receita líquida da companhia apresentou alta de 4,2% na base anual, sendo que entre janeiro e março de 2019 totalizou R$ 940,2 milhões, contra R$ 902,1 milhões do mesmo período de 2018

Por Investing.com 

Nos três primeiros meses do ano, a Alpargatas (ALPA4) registrou lucro líquido de R$ 43,5 milhões, montante que representa uma queda de 61,5% em relação aos R$ 112,9 milhões registrados no mesmo período ao ano anterior. O resultado foi fortemente afetado pela queda nas vendas na Argentina.

Com isso, e somado a um dia negativo na bolsa, as ações da companhia caem 2,23% a R$ 16,21

Quer concorrer a R$ 300? Responda esta pesquisa sobre investimentos em 2 minutos

A receita líquida da companhia apresentou alta de 4,2% na base anual, sendo que entre janeiro e março de 2019 totalizou R$ 940,2 milhões, contra R$ 902,1 milhões do mesmo período de 2018. O destaque positivo ficou para aas vendas internacionais de sandálias, com salto de 16,1% e o negativo para a operação na Argentina, com queda de 19,2%.

Exclusivo: O segredo para ganhar com Petrobras em qualquer cenário

Desta forma, o Ebitda foi de R$ 169,1 milhões para R$ 34,4 milhões, uma queda de 20,5%, o que levou a margem Ebitda de 18,7% para 14,3%, recuo de 4,4 pontos percentuais na comparação com os três primeiros meses do ano passado.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

Para a Mirae Asset, o resultado foi neutro. No mercado interno o volume cresceu 3% e no mercado 2%, mas foi beneficiada pela variação cambial.

As margens ficaram estáveis e o resultado ficou em linha com o estimado. No momento, as ações da ALPA4 negociam com elevados múltiplo P/L e EV/Ebitda e não apresentam upside, o que leva a corretora a manter a recomendação neutra.

A Coinvalores destaca que a Argentina continua afetando os números da Alpargatas. O EBITDA recorrente, sem as operações de Topper e Têxtil da Argentina, cresceu 7%, com margem EBITDA permanecendo praticamente em linha (-0,3 p.p.) com o mesmo período de 2018.

Já o lucro líquido do período foi fortemente afetado pela Argentina, com o resultado financeiro refletindo negativamente nos números.

Última atualização por Bruno Andrade - 13/05/2019 - 12:21