Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Com exterior favorável, Ibovespa futuro inicia a terça-feira com ganhos

Investing.com Brasil - 12/02/2019 - 9:14

Por Investing.com – Após registrar mais uma sessão de perdas na véspera, o índice futuro do Ibovespa inicia a sessão desta terça-feira com valorização de 0,76% aos 96.190 pontos, em um cenário marcado pelo bom humor nas bolsas internacionais com notícias positivas vidas dos Estados Unidos. Além disso, a temporada brasileira de balanços também movimenta o mercado.

O Banco Central reiterou que a assimetria em seu balanço de riscos para a inflação persiste, apesar de menos intensa, razão pela qual segue firme em sua postura cautelosa quanto à condução da política monetária, mostrou ata do Comitê de Política Monetária (Copom) divulgada nesta terça-feira.

Após reiterar que houve arrefecimento dos riscos inflacionários, especialmente quanto ao cenário externo, o BC destacou que “os riscos altistas para a inflação permanecem relevantes e seguem com maior peso em seu balanço de riscos”.

O Representante de Comércio dos Estados Unidos, Robert Lighthizer, chegou a Pequim na terça-feira para negociações comerciais de alto nível marcadas para esta semana buscando chegar a um acordo comercial com a China antes do prazo de 1 de março.

Após essa data, as tarifas dos EUA sobre 200 bilhões de dólares em importações chinesas vão aumentar para 25 por cento, de 10 por cento.

Bolsas Internacionais

Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 2,61 por cento, a 20.864 pontos. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,10 por cento, a 28.171 pontos. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,68 por cento, a 2.671 pontos. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,72 por cento, a 3.330 pontos.

A sessão se mostra positiva para os mercados da Europa, com os principais índices operando com valorização. Em Frankfurt, o DAX tem alta de 1,03% aos 11.128 pontos, enquanto em Londres, o FTSE avança 0,34% aos 7.153 pontos. Já em Paris, o CAC tem ganhos de 0,86% aos 5.057 pontos.

Commodities

A jornada desta terça-feira na bolsa de mercadorias de Dalian foi marcada pela queda dos preços dos contratos futuros do minério de ferro. O ativo de maior volume de negócios, com data de vencimento em maio deste ano, registrou desvalorização de 2,76% a 634,00 iuanes por tonelada, o que representa uma variação diária de 18 iuanes.

A sessão também foi negativa para os papéis do vergalhão de aço, que são transacionados na também chinesa bolsa de mercadorias de Xangai. O contrato mais líquido, de maio, caiu 71 iuanes para um total de 3.785 iuanes por tonelada. O segundo mais negociado, de março, perdeu 72 iuanes para 3.837.

Para o petróleo, a sessão desta terça-feira é marcada por ganhos nos preços internacionais. O barril do tipo WTI, referência de Nova York, tem alta de 1,30%, ou US$ 0,68, a US$ 53,09. Já em Londres, o Brent soma 1,53%, ou US$ 0,94, a US$ 62,45.

Mercado Corporativo

A BB Seguridade (BBSE3), braço de participações do Banco do Brasil (BBAS3) registrou nova rodada de resultado trimestral cadente, uma vez que a melhora do resultado operacional seguiu insuficiente para compensar a forte queda da receita financeira.

A companhia anunciou nesta segunda-feira que teve lucro líquido ajustado de 839,8 milhões de reais no quarto trimestre, queda de 10,7 por cento ante igual etapa de 2017. Em termos líquidos, o lucro foi de 716,9 milhões de reais, foi 21 por cento menor ano a ano.

“A queda do lucro líquido ajustado no comparativo pode ser explicada pela contração de 43 por cento do resultado financeiro, parcialmente compensada pela alta de 4,1 por cento do resultado operacional não decorrente de juros”, afirmou a BB Seguridade no relatório de resultados.

A comercialização de soja de Mato Grosso na safra 2018/19 avançou para 53,82 por cento do total até fevereiro, ante 46,62 por cento registrados em janeiro, em meio ao desenvolvimento da colheita no Estado, informou nesta segunda-feira o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea).

Os negócios estão adiantados na comparação com a mesma época do ano passado, quando produtores haviam vendido 48,42 por cento da produção da temporada 2017/18, segundo o Imea.

Segundo o Imea, a comercialização da oleaginosa no maior produtor brasileiro registrou avanço apesar da redução nas cotações no mês de janeiro.

A Petrobras (PETR4) elevará o preço médio da gasolina em suas refinarias em aproximadamente 1 por cento a partir de terça-feira, para 1,5232 real por litro, informou a petroleira nesta segunda-feira.

Já o valor médio do diesel será mantido nos pontos de venda da companhia em 2,0005 reais por litro, de acordo com informação do site da empresa.

A Petrobras não informa os motivos para cada um de seus reajustes, que podem ocorrer em qualquer intervalo de tempo, seguindo interesses comerciais da empresa.

Segundo a petroleira, sua política de preços segue a paridade internacional e utiliza para cálculo indicadores como câmbio e barril do petróleo.

A Vale (VALE3), maior produtora global de minério de ferro, estava ciente no ano passado de que a barragem de rejeitos que entrou em colapso no mês passado, matando pelo menos 165 pessoas, tinha um risco elevado de ruptura, segundo um documento interno visto pela Reuters nesta segunda-feira.

O relatório, datado de 3 de outubro de 2018, mostra que, segundo a própria Vale, a barragem da mina de minério de ferro Córrego do Feijão, em Brumadinho (MG), tinha duas vezes mais chance de se romper do que o nível máximo tolerado pela política de segurança da empresa.

A Vale não respondeu imediatamente a um pedido de comentário. A empresa citou anteriormente um relatório de uma auditoria independente do ano passado declarando a barragem segura e afirmou ainda que os equipamentos mostraram que a estrutura estava estável semanas antes do colapso.

O documento é a primeira evidência de que a própria Vale estava preocupada com a segurança da barragem.

A comercializadora de eletricidade Linkx teve restrito pela Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE) o direito de registrar novos contratos —a empresa só poderá fechar acordos que não resultem em aumento de sua exposição financeira no mercado de energia, segundo ata de reunião extraordinária do Conselho de Administração da CCEE nesta segunda-feira.

A decisão vem após a Reuters publicar que a Linkx enviou notificações a alguns clientes na qual afirma que não conseguirá cumprir contratos já fechados e pede a abertura de negociações em busca de “solução amigável” para o caso.

Os conselheiros da CCEE apontaram que a decisão teve como base regra que permite à instituição “adotar medidas excepcionais e urgentes com vistas a impedir o cometimento ou mitigar os efeitos de ações que possam causar prejuízos ao mercado”, de acordo com a ata.

A exportação de café verde do Brasil somou 3,05 milhões de sacas de 60 kg em janeiro, com uma alta de 20,3 por cento ante o mesmo período de 2018, informou nesta segunda-feira o Conselho de Exportadores de Café do Brasil (Cecafé), ressaltando um recorde de embarques do produto para o mês.

Os volumes totais, incluindo verde e industrializado, atingiram 3,285 milhões de sacas, aumento de 20,8 por cento na mesma comparação.

“As exportações de café do Brasil seguem em um ritmo intenso. Registramos um recorde histórico para o mês de janeiro, confirmando as estimativas. Esse resultado é reflexo de uma boa safra e da qualidade e competência da cadeia produtiva brasileira”, disse o presidente do Cecafé, Nelson Carvalhaes, em nota.

Agenda de Autoridades

O presidente Jair Bolsonaro segue internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde se recupera de uma cirurgia. Com isso, ele segue sem cumprir agenda oficial e, eventualmente, realizando despachos internos.

A terça-feira do ministro da Economia, Paulo Guedes, tem como primeiro compromisso oficial uma reunião como senador Major Olímpio (PSL-SP). No final do dia, Guedes se encontra com Osmar Terra, ministro de Estado da Cidadania, e representantes da Confederação Nacional de Municípios.

Com Reuters.

Leia mais sobre: Mercados

Última atualização por Bruno Andrade - 12/02/2019 - 9:18