Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Com balanço e incertezas, Braskem registra queda de mais de 4% nesta quinta-feira

Investing.com Brasil - 09/05/2019 - 11:50
O resultado operacional da companhia medido pelo Ebitda ajustado somou 2,774 bilhões de reais

Por Investing.com

Na reta final da manhã desta quinta-feira na bolsa paulista, as ações da Braskem (BRKM5) registram forte queda de 4,34% a R$ 41,85. A petroquímica registrou lucro estável no primeiro trimestre, com uma melhora moderada no Brasil sendo ofuscada por piora dos spreads petroquímicos no mercado global. A companhia anunciou nesta quarta-feira que teve líquido de 1,028 bilhão de reais no período, uma queda de 2 por cento ante mesma etapa de 2018.

Quer concorrer a R$ 300? Responda esta pesquisa sobre investimentos em 2 minutos

Continua depois da publicidade

O resultado operacional da companhia medido pelo Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, na sigla em inglês) ajustado somou 2,774 bilhões de reais, um avanço de 5 por cento ano a ano. O Ebitda recorrente desabou 60 por cento no comparativo anual.

Exclusivo: O segredo para ganhar com Petrobras em qualquer cenário

“O primeiro trimestre se mostrou desafiador em razão dos menores spreads petroquímicos no mercado internacional, dada a revisão de crescimento da economia global para o ano de 2019”, afirmou em nota o presidente da Braskem, Fernando Musa.

Na avaliação da Coinvalores, os números da companhia foram inflados por uma série de questões pontuais neste trimestre, incluindo a reversão de provisões e o reconhecimento de receita relacionado ao pagamento indevido de PIS e Cofins entre 2012 e 2017.

Exclusivo! Cadastre-se para receber um dia antes a Carteira Money Times - O Consenso do Mercado

O câmbio também contribuiu neste 1T19, mas, expurgando esses fatores o resultado foi mais fraco em comparação ao trimestre imediatamente anterior, frente a queda dos spreads (em US$ por tonelada) no mercado doméstico e nos EUA.

Para a equipe, a divulgação deve exercer pouca influência sobre os papéis da companhia, que continuam respondendo às incertezas relacionadas a uma possível troca de controle e aos desdobramentos do evento geológico em Maceió, onde as operações da Braskem são apontadas como potenciais responsáveis por rachaduras e desabamentos.

Última atualização por Bruno Andrade - 09/05/2019 - 11:51