Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Cessão onerosa não vai ser motivo para ações da Petrobras subirem, apontam analistas

Diana Cheng - 11/10/2019 - 14:43
Na visão do Credit Suisse, a Petrobras foi bem seletiva na 16ª rodada de concessões, tendo realizado apenas duas ofertas nos blocos C-M-477 e C-M-541 (Imagem: REUTERS/Sergio Moraes)

A Bradesco Corretora não espera que o leilão da cessão onerosa seja um gatilho para as ações da Petrobras (PETR4).

“Acreditamos que os principais direcionadores sejam a oferta do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e as vendas das refinarias”, avaliam os analistas Vicente Falanga e Ricardo França, que recomendam compra para as ações da estatal.

Seletividade

A Agência Nacional de Petróleo (ANP) realizou ontem a 16ª rodada de concessões, tendo os principais vencedores a Petronas, QPI, Total, Chevron e Repsol. O governo bateu recorde e arrecadou R$ 8,9 bilhões em bônus de assinatura com 12 áreas, mais do que o dobro previsto para todas as 36 áreas ofertadas.

Para o Credit Suisse, a Petrobras foi bem seletiva na rodada, tendo realizado apenas duas ofertas nos blocos C-M-477 e C-M-541. A petroleira foi bem-sucedida com a C-M-477, mas perdeu o segundo bloco para um consórcio liderado pela Total.

“Em nossa visão, a seletividade da Petrobras nas apostas está focada na expansão do portfólio de exploração da companhia ao mesmo tempo em que ela mantém a alocação de capital sob controle”, ressaltam Regis Cardoso e Victor Schmidt, analistas do banco.

Última atualização por Diana Cheng - 11/10/2019 - 14:44