Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Cepea: PIB do agro cresce em maio e acumula alta no ano

Opinião - 15/08/2019 - 15:28
Laranja-agronegócio
Entre os ramos, o agrícola teve leve aumento de 0,13% em maio, mas ainda acumula redução de 0,39% de janeiro a maio de 2019 (Imagem: Marcos Issa/Bloomberg)

Por Cepea

O PIB do Agronegócio brasileiro cresceu 0,65% em maio de 2019, de acordo com cálculos realizados pelo Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), da Esalq/USP, em parceria com a CNA (Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil). Com isso, no acumulado do ano (de janeiro a maio), o PIB passou a apresentar alta, de 0,68%.

Entre os ramos, o agrícola teve leve aumento de 0,13% em maio, mas ainda acumula redução de 0,39% de janeiro a maio de 2019. Segundo pesquisadores do Cepea, esse resultado está atrelado principalmente à queda no segmento primário agrícola. Já o ramo pecuário se destaca, tendo em vista os resultados positivos de 2,06% em maio e de 3,63% no ano.

Insumos

O segmento de insumos seguiu influenciado positivamente pelo agrícola, com destaques para os preços no período para a indústrias de fertilizantes e a alta na produção anual esperada de defensivos. No caso dos insumos pecuários, o aumento do PIB refletiu especialmente o comportamento da indústria de rações.

Primário

No ramo agrícola do segmento primário, verifica-se pressão relacionada a preços e a custos de produção, que leva a uma variação negativa tanto mensal quanto anual. Já para o ramo pecuário, no segmento primário, a oferta mais controlada, com leve alta na média das atividades, e a demanda mais aquecida, notadamente internacional, têm influenciado a elevação de preços, resultando em crescimento.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Agroindústria

Na agroindústria, verificou-se recuperação em maio, para ambos os ramos, com altas nas médias de preço e quantidade produzida. Para a indústria pecuária, destaca-se a sustentação dada pela elevada demanda internacional. Já para a indústria de base agrícola, a alta em atividades como açúcar, celulose e papel e têxtil foram destaques.

Serviços

Para o segmento de serviços, houve incentivo devido à maior demanda, motivada especialmente pela alta no segmento agroindustrial do agronegócio.

Leia mais sobre: Agronegócio, Cepea, Economia, PIB, Produção

Última atualização por Vitória Fernandes - 15/08/2019 - 15:28