Últimas Notícias Eleições 2018 Comprar ou vender?
Cotações por TradingView

Cemig realiza liquidação financeira de Eurobonds

Investing.com Brasil - 19/07/2018 - 14:18

Por Investing.com – A Cemig (CMIG4) comunicou ao mercado na noite de ontem que realizou a liquidação financeira da reabertura dos Eurobonds emitidos originalmente em 05/12/2017, que havia sido precificada, no dia 12/07/2018, no valor de US$500 milhões, com yield de 9,14% ao ano, com pagamento de juros semestrais e de principal em dezembro de 2024.

As ações da estatal mineira avançam 0,39% a R$ 7,75.

Juntamente com à liquidação, foi realizada operação de hedge abrangendo todo período da emissão, através de uma combinação de Call Spread do principal, em que a Cemig GT está protegida no intervalo de R$3,85 e R$5,00 por dólar, e swap da totalidade dos juros, trocando assim o cupom de 9,25% ao ano, por taxa equivalente a 125,52% do CDI, o que representa significativa melhora em relação ao custo da emissão original, cuja taxa equivalente é de 150% do CDI.

A companhia informa que os recursos líquidos serão destinados ao pagamento de dívidas de prazos mais curtos e custo médio mais elevado, proporcionando o alongamento do perfil da dívida e redução de despesas financeiras da Cemig.

“É uma dívida com vencimento em média em dois anos que vai ser trocada por seis anos e meio. Vamos alongar o perfil da dívida e com isso ficamos bem mais tranquilos do ponto de vista financeiro”, disse à Reuters o superintendente de Relações com Investidores da empresa, Antonio Carlos Vélez Braga, no último dia 13.

A companhia controlada pelo governo de Minas Gerais fechou o primeiro trimestre com dívida líquida de 12,8 bilhões de reais, dos quais 1,75 bilhão com vencimento em 2018 e cerca de 1,7 bilhão em 2019. A alavancagem medida pela relação entre a dívida líquida e a geração de caixa foi de 3,56 vezes.

Para reduzir essa alavancagem, ainda elevada, a empresa conta com ganhos de receita decorrentes de uma recente revisão tarifária de sua unidade de distribuição de energia Cemig-D.

Com Reuters.

Leia mais sobre: Cemig, Empresas, Setor Elétrico
Últimas Notícias