Últimas Notícias Cotações Governo Bolsonaro Comprar ou Vender Empresas Economia
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

CCR, Ecorodovias e Triunfo ensaiam recuperação após queda com operação da PF

Investing.com Brasil - 27/09/2018 - 11:31

Por Investing.com – Após encerrarem a sessão de ontem com perdas devido a uma nova operação da Polícia Federal no âmbito da Lava Jato, as ações das concessionárias de rodovias CCR (CCRO3), Ecorodovias (ECOR3) e Triunfo operam com ganhos. No primeiro caso, a alta é de 2,16% a R$ 8,05, enquanto no segundo o avanço é de 2,01% a R$ 7,10 e de 0,79% a R$ 1,27 no terceiro.

Para Felipe Bevilacqua, analista da Levante Ideias de Investimentos, a notícia é bastante negativa para as ações das concessionárias no curto prazo, com as ações fechando o pregão de ontem em queda de 5,9% para CCR, de 2,38% para Ecorodovias e de 1,6% no caso da Triunfo.

“O impacto é mais negativo e duradouro para a CCR, que até então tinha a sua imagem mais isenta, mas que agora conta com envolvimento direto do ex-presidente da companhia. No caso de Ecorodovias, o mercado enxergava uma companhia que com o objetivo de crescer o portfólio de concessões fez investimentos malsucedidos e que tinha uma governança corporativa um pouco fraca” disse Bevilacqua em nota enviada pela casa de análises a clientes.

Segundo ele, no caso da Triunfo, é possível dizer que é quase mais do mesmo, sem muita surpresa dado o histórico do acionista controlador.

Ontem, a Polícia Federal foi às ruas para cumprir 19 mandados de prisão em um aprofundamento das investigações sobre esquema de corrupção na concessão de rodovias federais no Estado do Paraná envolvendo seis concessionárias, informaram a PF e o Ministério Público Federal.

As concessionárias são suspeitas de pagamento de propina em contratos para a administração de 2,5 mil quilômetros do Anel de Integração do Estado do Paraná.

Cerca de 400 agentes da PF, do MPF e da Receita Federal participam da ação realizada nos Estados do Paraná, Santa Catarina, Rio de Janeiro e São Paulo contra as concessionárias Econorte, Ecovia, Ecocataratas, Rodonorte, Viapar e Caminhos do Paraná, além de intermediadores e agentes públicos corrompidos, disseram as autoridades.

A CCR Rodovias, que administra a Rodonorte, disse em comunicado enviado à Reuters que tem contribuído com as autoridades no sentido de esclarecer todos os pontos pertinentes à questão em curso e que permanece à disposição para quaisquer outros esclarecimentos que se fizerem necessários. A empresa confirmou em fato relevante a realização de operações de busca e apreensão na sede da companhia e da controlada Rodonorte, assim como nas residências de executivo e ex-executivo da Rodonorte.

A Ecorodovias, que detém as concessionárias Ecovia e Ecocataratas, a Triunfo e as demais concessionárias Viapar e Caminhos do Paraná não comentaram de imediato.

Com Reuters.