Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Carteira mensal: Mirae traz recomendações em blue chips, dividendos e small caps

Diana Cheng - 01/11/2019 - 10:40
Para a carteira de dividendos, a Mirae optou por realizar quatro mudanças (Imagem: Reinaldo Canato)

A Mirae Asset realizou a troca de três ações da Carteira Meta Recomendada para novembro, divulgada nesta sexta-feira (1). Foram incluídos no lugar da Copel (CPLE6), MRV (MRVE3) e Rumo (RAIL3) os papéis do Bradesco (BBDC4), Itaú (ITUB4) e Cyrela (CYRE3).

Dentre as expectativas da corretora para o mês estão a assinatura do acordo comercial entre Estados Unidos e China, o que irá minimizar o receio de uma recessão global a curto prazo, e a apresentação de novas medidas estruturais propostas pelo governo.

Outro destaque é o leilão da cessão onerosa no dia 6 de novembro, onde se espera que grandes empresas disputem agressivamente as áreas ofertadas.

“Como este evento irá atrair dólares para o pagamento, aguardamos que a relação real-dólar mostre redução importante no mês”, finalizou a Mirae.

No mês anterior, a carteira desvalorizou 0,7% contra o desempenho positivo de 2,4% do Ibovespa.

Dividendos

Para a carteira de dividendos, a Mirae optou por realizar quatro mudanças: Banrisul (BRSR6), B3 (B3SA3), Energias do Brasil (ENBR3) e MRV por BB Seguridade (BBSE3), Itaú, Qualicorp (QUAL3) e Sanepar (SAPR11).

A carteira do mês passado apresentou rentabilidade de 0,3% ante a valorização de 1,5% do Índice Dividendo (IDIV).

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

Small Caps

Na carteira de small caps, houve cinco atualizações. Os papéis da Banrisul, Metalúrgica Gerdau (GOAU4), Odontoprev (ODPV3), SulAmérica (SULA11) e Transmissão Paulista (TRPL4) cederam espaço para os da Bradespar (BRAP4), Cyrela, Energias do Brasil, Qualicorp e Sanepar.

Em outubro, a carteira desvalorizou 2,1%, enquanto o Índice Small Cap (SMLL) teve alta de 2,3%.

Última atualização por Gustavo Kahil - 05/11/2019 - 19:10