Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Pão de Açúcar cresce 3,10% com elevação do preço-alvo pelo BTG

Investing.com Brasil - 14/05/2019 - 17:46
Preço-alvo deve ir de R$ 80 para R$ 106, estima BTG

Por Investing.com

O BTG Pactual (BPAC11) divulgou na manhã desta terça-feira a atualização para as estimativas do Grupo Pão de Açúcar (PCAR4), com o preço-alvo indo de R$ 80 para R$ 106, o que representa uma alta de 32% em relação aos níveis atuais, considerando a Via Varejo (VVAR3) a preços correntes. Desta foram a divisão de alimentos está sendo negociada a 14.1x P / E 2019, um desconto de 21% para o Carrefour (CRFB3). Com isso, as ações encerraram com valorização de 3,10% a R$ 82,90 no pregão desta terça-feira (14).

Quer concorrer a R$ 300? Responda esta pesquisa sobre investimentos em 2 minutos

Continua depois da publicidade

A equipe destaca que, no caso da Via Varejo, a recente exclusão da poison pill, que ainda precisa ser votada em assembleia, aumenta a atratividade de um investidor estratégico para adquirir a participação do GPA, e deve reduzir parcialmente a volatilidade observada nos últimos meses após as operações de TRS. No entanto, a avaliação é que os desafios operacionais persistem na operação online.

Exclusivo: O segredo para ganhar com Petrobras em qualquer cenário

O BTG destaca que, apesar de manter uma visão menos positiva sobre os varejistas de alimentos listados no longo prazo (uma alternativa de investimento menos atraente no espaço do consumidor brasileiro), a sinalização de curto prazo (6 a 12 meses) oferece um interessante dinamismo operacional para o setor, com o GPA também se beneficia da melhoria na execução em seu formato Multivarejo.

Exclusivo! Cadastre-se para receber um dia antes a Carteira Money Times - O Consenso do Mercado

No documento enviado a clientes, os analistas destacam três variáveis que devem influenciar o setor de varejo alimentar brasileiro nos próximos anos: a presença de fortes players regionais; o surgimento do e-commerce no varejo de supermercado; e a inflação de alimentos.

Para a equipe, investir em varejistas de alimentos listados com uma visão estrutural mais positiva é fazer uma aposta na chamada de alta no e-commerce e inflação, bem como uma vantagem competitiva sobre as empresas regionais.

Última atualização por Diana Cheng - 14/05/2019 - 17:53