Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

BRZ, primeira criptomoeda com paridade em reais, está disponível para negociação

16/07/2019 - 17:39
A criptomoeda faz uso da tecnologia blockhain na rede Ethereum, o que promete tornar o processo de envio e o recebimento de tokens denominados em Reais mais seguro e instantâneo (Imagem: Pixabay)

Os brasileiros que investem em criptoativos agora contam com mais um recurso para acessar centenas de moedas e tokens digitais. O BRZ (Brazilian Digital Token), primeira criptomoeda estável denominada em Reais, já está disponível para negociação.

De baixo custo e sem risco de perda de valor na aquisição, o BRZ permite que o investidor negocie diferentes ativos digitais, como Bitcoin e Ethereum, além de stablecoins, utilities e security tokens.

A criptomoeda faz uso da tecnologia blockhain na rede Ethereum, o que promete tornar o processo de envio e o recebimento de tokens denominados em Reais mais seguro e instantâneo.

“O BRZ vai permitir que os brasileiros explorem o mundo das criptomoedas sem as limitações de liquidez características do mercado nacional, usando a tecnologia blockchain como alternativa ao sistema financeiro tradicional”, diz Thiago Cesar, CEO da Transfero Swiss AG, criadora da criptomoeda.

Thiago Cesar, CEO da Transfero Swiss AG (Imagem: Divulgação)

Stablecoin

Ultimamente, o “stablecoin” – criptoativo que busca manter seu valor em relação a uma moeda fiduciária ou a um grupo de ativos –, tem ganhado destaque no mercado, justamente com o lançamento da moeda Libra, do Facebook.

Como a Libra, o BRZ tem um mecanismo próprio de ”colateralização”. Todas as unidades da moeda que estão em circulação possuem uma contrapartida em Reais.

Por ser uma stablecoin, o BRZ não possui rentabilidade, já que seu objetivo não é especular, mas aumentar o acesso e a eficiência de transações com outros ativos digitais sem se expor à volatilidade.

“O bitcoin acaba sendo um ativo mais usado para investimentos e consequentes movimentos de especulação, apresentando uma característica muito volátil. No BRZ, o emissor mantém uma reserva que pode ser auditada, o que demonstra que os tokens estão referenciados por um lastro denominado em Reais”, explica Carlos Russo, Head de Investimentos da Transfero Swiss AG.

Como token, o BRZ não precisou passar pela interferência na emissão ou no funcionamento da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Onde comprar?

A criptomoeda pode ser comprada e vendida no Brasil com moeda nacional nas plataformas locais de criptoativos indicadas no website do token.

No exterior, o BRZ está disponível nas plataformas Bittrex, BitForex, ZBX e Simex.

Última atualização por Diana Cheng - 16/07/2019 - 17:39