Últimas Notícias Nova Previdência Cotações Comprar ou Vender Criptomoedas Empresas
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

BRF sobe 2% com China isentando exportadoras brasileiras de tarifas antidumping

Investing.com Brasil - 15/02/2019 - 10:59

Por Investing.com – No começo da sessão desta sexta-feira na bolsa paulista, as ações da BRF (BRFS3) operam com alta de 2,10% a 23,30 com o mercado reagindo positivamente à notícia de que a China isentou do pagamento das tarifas antidumping sobre as importações de produtos de frango, desde que as vendas sejam feitas acima de um preço mínimo não divulgado.

As Melhores Ações da Bolsa: Clique aqui e conheça agora

A medida abrange 14 empresas brasileiras exportadoras de carne de frango para o país, incluindo a JBS (JBSS3) e BRF.

As isenções seguem-se a meses de negociações entre produtores brasileiros de carne de frango e a China, enquanto o Brasil buscava resolver uma questão antidumping lançada em agosto de 2017.

O Brasil é o maior exportador mundial de carne de frango e o maior fornecedor estrangeiro para a China.

Uma determinação preliminar em junho do ano passado colocou impostos entre 18,8 e 38,4 por cento sobre todas as importações chinesas de frangos de corte brasileiros.

Sob uma decisão final emitida pelo Ministério do Comércio nesta sexta-feira, Pequim manterá tarifas entre 17,8 e 32,4 por cento a partir de 17 de fevereiro por cinco anos.

BB, Itaú, Santander ou Bradesco: Qual se deu melhor em 2018?

No entanto, uma lista de empresas será excluída das tarifas como parte de um “compromisso de preço” acordado entre os dois lados, e divulgado pela Reuters no mês passado. O acordo estabeleceu preços mínimos para as vendas para a China, mas esses não foram publicadas nesta sexta.

A decisão veio depois que os preços chineses da carne de frango atingiram níveis recordes de 11,2 iuanes (1,65 dólar) por kg no final do ano passado, devido ao aumento da oferta doméstica.

Receba dicas EXCLUSIVAS de investimento em seu e-mail – Não é propaganda