Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Brexit: Partido Trabalhista desiste de negociação; May marca renúncia para julho

Bruno Andrade - 17/05/2019 - 12:13
Brexit
Indefinição sobre Brexit volta a tona, May tem renúncia programada para julho (Imagem: Pixabay)

O impasse sobre o Brexit reacendeu nesta sexta-feira (17). O Partido Trabalhista declarou o término do dialogo sobre a saída do Reino Unido da UE (União Europeia), algo ruim para a atual premiê britânica, Theresa May, por exacerbar sua falta de apoio no parlamento.

O enfraquecimento de May aumenta constantemente: a primeira ministra decidiu estabelecer – nesta última quinta-feira (16) – um cronograma para sua renúncia em julho. Depois do anúncio, o dialogo entre os parlamentares foi suspenso. O líder do Partido Trabalhista, Jeremy Corbyn, escreveu para May nesta sexta-feira (17) informando sobre a desistência do dialogo.

Segundo Corbyn, as conversas sobre o Brexit chegaram “tão longe quanto puderam ir” por causa da instabilidade do governo de May. “Ainda mais crucial é que a fraqueza e a instabilidade crescente de seu governo significa que não pode haver confiança em assegurar o que quer que seja combinado entre nós”, disse Corbyn, conforme apurado pela reportagem da Reuters.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

Brexit em xeque

Após praticamente três anos da votação que definiu a saída do Reino Unido da UE, o país não sabe como sairá, ou se inclusive desistirá do Brexit. Parlamentares pedem novo referendo para que se confirme uma possível mudança de opinião da população.

A argumentação dos defensores desta nova possibilidade é que pesquisas demonstram que a população não aprova o modo com o que o governo vem negociando a saída do país da UE.

Segundo pesquisa realizada pela NatCen Social Research, 80% dos eleitores pró-Brexit reprovam o modo que May negocia em Bruxelas. A votação apertada também fundamenta possível mudança de opinião da população: na ocasião do referendo, 51,9% votaram pelo Brexit, contra 48,1% não favoráveis à saída da UE.

Última atualização por Valter Outeiro da Silveira - 17/05/2019 - 12:13