Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Brexit: Ministra de Theresa May pede demissão e eleva instabilidade política

23/05/2019 - 10:30
Ministra afirmou que não vê Brexit como uma saída (Imagem: Facebook oficial de Andrea Leadsom)

A ministra Andrea Leadson, do Partido Conservador, renunciou na última quarta-feira (22). Leadsoson, que foi uma das grandes defensoras do Brexit, decidiu deixar o governo após o fracasso do Projeto de Lei do Acordo de Retirada, WAB (Withdrawal Agreement Bill). O projeto havia sido anunciado pela primeira-ministra Theresa May.

“Eu não acredito mais que nossa abordagem irá entregar o resultado do referendo”, afirmou Leadsom. “É, portanto, com grande pesar e com o coração pesado, que eu saio do governo”.

A saída da ministra agrava a situação da da premiê britânica, pelo isolacionismo político cada vez maior de May, seja pela perda de apoio dentro de seu próprio partido, seja pelo aumento da instabilidade política.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Foi o que aconteceu após a demissão da ministra. O parlamentar Ian Lavary, do Partido Trabalhista, relatou para à agência Reuters sobre a situação política de Theresa May.

Para Lavary, a primeira ministra perdeu a autoridade e, “pelo bem do país, a líder do Partido Conservador deve sair. Sendo assim, o acontecimento de uma eleição geral seria a melhor saída”, disse Lavary.

Todavia, May promete continuar no que chama de “missão”e já propôs um segundo referendo, com o intuito de negociar com os parlamentares ou até mesmo em busca de um desesperado apoio popular.

 

 

Leia mais sobre: Brexit, Reino Unido, Theresa May

Última atualização por Valter Outeiro da Silveira - 23/05/2019 - 10:31

15 gestoras indicam 15 ações para 2020