Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Bradesco Corretora divulga carteira mensal; confira mudanças em blue chips, dividendos e small caps

Diana Cheng - 01/10/2019 - 15:44
Em setembro, o destaque da carteira recomendada da Bradesco Corretora ficou para a Ultrapar, que deu mostras de recuperação após a queda de agosto

A Bradesco Corretora retirou as ações da B3 (B3SA3) e do Banco do Brasil (BBAS3) da sua carteira recomendada para o mês de outubro, divulgada ontem (30). No lugar, entraram os papéis da Vale (VALE3) e do Santander (SANB11).

“Voltamos a sugerir as ações da Vale, uma vez que as condições seguem favoráveis pela ótica dos preços do minério de ferro. Para incluir o nome, optamos por uma retirada pontual das ações da B3. A troca no setor de bancos é explicada pela nossa preferência, no momento, pelas units do Santander”, explica a equipe de análise da corretora.

Em setembro, o destaque ficou para a Ultrapar (UGPA3), que deu mostras de recuperação após a queda de agosto.

Dividendos

Na carteira de dividendos, o banco fez uma troca, anunciando a saída das ações da ABC Brasil (ABCB3) pelas da BR Distribuidora (BRDT3).

“A troca pode ser atribuída a uma visão positiva do setor de distribuição de combustíveis no Brasil, considerando as melhores perspectivas para a economia nos próximos trimestres”, afirmam os analistas.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

Small Caps

A Bradesco Corretora decidiu retirar as ações da Gol (GOLL4) e da CVC Brasil (CVCB3). Arezzo (ARZZ3) e Movida (MOVI3) entraram no lugar.

A saída da Gol na composição pode ser explicada pela intenção da Delta em vender sua participação na empresa.

“Apesar de não vermos mudanças nos fundamentos da companhia, o excesso de papel no mercado pode continuar pressionando as ações no curto prazo”, complementa a corretora.

Quanto à CVC, o banco estima que o impacto da Avianca Brasil pode continuar pesando nos resultados do terceiro trimestre.

Carteira arrojada

A carteira arrojada possui normalmente o maior nível de risco, bem como o maior potencial de valorização em um cenário positivo para a Bolsa.

Para este mês, foram substituídas as ações da Tenda (TEND3) pelas da Rumo (RAIL3).

Última atualização por Diana Cheng - 01/10/2019 - 15:44