Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Bombardier revela modelo renovado de jato executivo para competir com Embraer

Reuters - 21/10/2019 - 19:48
A Bombardier está expandindo a oferta de jatos executivos de cabine grande e margens mais altas, com o lançamento dos Global 7500, 6500 e 5500 (Imagem: REUTERS/David Becker)

A canadense Bombardier anunciou nesta segunda-feira seu renovado avião executivo Liberty Learjet 75, apostando que espaço extra para as pernas e um preço mais baixo a ajudarão a vencer a concorrência do modelo líder de mercado da Embraer (EMBR3).

Bombardier e Embraer estão se voltando para suas divisões de jatos executivos depois de aceitarem acordos com Airbus e Boeing para perderem o controle sobre seus programas de aviação comercial.

“É mais espaço e mais desempenho (do que concorrentes) com custo e custo operacional semelhantes”, disse Mischa Loeffler, gerente de planejamento de produtos da Bombardier Aviation à Reuters, no lançamento de um modelo do avião para a mídia. O anúncio aconteceu antes da maior feira de jatos executivos do mundo, que começa na terça-feira, em Las Vegas.

Veja o vídeo de apresentação do modelo:

O Learjet, menor jato executivo da Bombardier, está seguindo as vendas dos aviões Phenom, da Embraer, segundo dados do setor.

A Bombardier está expandindo a oferta de jatos executivos de cabine grande e margens mais altas, com o lançamento dos Global 7500, 6500 e 5500 para competir com os modelos topo de linha das rivais Gulfstream e Dassault Aviation.

Na previsão mais recente, a Honeywell espera até 7.600 novas entregas de jatos executivos, no valor de 248 bilhões de dólares, de 2020 a 2029, impulsionadas pela demanda e pela introdução de novos modelos.

O Learjet 75, com capacidade para sete pessoas, foi listado em 2018 a 13 milhões de dólares, em comparação com pouco mais de 9 milhões de dólares do Phenom (Imagem: Bombardier)

Após anos de demanda morna e especulação de analistas de que a linha Learjet esteja à venda, a Bombardier vê o preço menor do Liberty como estratégia para aumentar a demanda num mercado dominado por jatos da Embraer e por aviões Pilatus e Cessna, este da Textron.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

De acordo com dados de encomendas mais recentes da Associação Geral de Fabricantes de Aviação (Gama), a Embraer entregou 27 Phenoms no primeiro semestre de 2019 em comparação com quatro entregas de Learjets da a Bombardier.

Jay Beever, vice-presidente de operações de design da Embraer Executive Jets, disse à Reuters que o Learjet faz parte de uma disputa no setor, que ele disse que beneficiaria os clientes com designs aprimorados.

A Bombardier reduziu o preço de lista do Liberty Learjet para 9,9 milhões de dólares este ano, removendo equipamentos que eram antes padrão na linha como a unidade de energia auxiliar (APU)

O Learjet 75, com capacidade para sete pessoas, foi listado em 2018 a 13 milhões de dólares, em comparação com pouco mais de 9 milhões de dólares do Phenom.

A Bombardier reduziu o preço de lista do Liberty Learjet para 9,9 milhões de dólares este ano, removendo equipamentos que eram antes padrão na linha como a unidade de energia auxiliar (APU).

Mas o corte do preço pode prejudicar os valores do Learjet 75 no longo prazo. O avião já perde mais da metade de seu valor após cinco anos, de acordo com dados do setor citados pelo analista de aviação Rolland Vincent.

Última atualização por Renan Dantas - 21/10/2019 - 20:47