Últimas Notícias Comprar ou vender Finanças Pessoais Criptomoedas Economia Política

Bancos

Bitcoin cai 6% após CEO do JPMorgan chamar moeda de “fraude”; veja

Conrado Mazzoni - 12/09/2017 - 21:58

Jamie Dimon: Governments look at bitcoin as a novelty from CNBC.

O principal executivo do banco americano JP Morgan Jamie Dimon declarou nesta terça-feira (12) que o investimento em criptomoedas “não terminará bem”, prevendo um colapso pior do que a mania das tulipas na Holanda. “É uma fraude”, sintetizou durante evento a investidores em Nova York. As informações são da Bloomberg News e da CNBC (veja vídeo acima).

Gostou desta notícia? Receba nosso conteúdo gratuito

O preço do bitcoin recuava após a fala do renomado banqueiro de Wall Street. Nesta tarde, marcava baixa de 5,70% no MercadoBitcoin, valendo R$ 15.199 cada bitcoin.

De acordo com as agências internacionais, o CEO do JP Morgan disse que demitiria um funcionário se o pegasse negociando bitcoins. “Eu o demitiria em um segundo. Por duas razões: é contra nossas regras, e ele é estúpido. Ambas são perigosas.”

Apesar da visão crítica, Dimon frisou que a tecnologia de blockchain por trás das criptomoedas pode ser útil. E mostrou ceticismo com a possibilidade de as moedas digitais continuarem existindo sem alguma regulação por parte dos governos no caso do bitcoin.

Para ele, o melhor argumento que ouviu sobre o tema é que as critpomoedas podem funcionar em lugares sem outras alternativas de investimento.

“Se você está na Venezuela ou no Equador ou na Coreia do Norte ou em lugares assim, ou se você é um traficante, um assassino, coisas assim, você fará melhor se usar bitcoin em vez de dólares. (…) Então talvez tenha algum mercado, mas limitado”, afirmou o banqueiro.

 

Últimas Notícias