Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Benndorf troca SantosBrasil e Renner por TIM e Localiza na carteira da 2ª quinzena

Investing.com Brasil - 17/12/2018 - 14:28

Por Investing.com – A Benndorf Research atualizou sua carteira recomendada para a segunda quinzena de dezembro, substituindo os ativos da Santos Brasil e Lojas Renner (LREN3) por TIM e Localiza (RENT3), respectivamente.

A equipe da casa de análises informa que ficou satisfeita com os ganhos de 40% com STBP3 até o momento, sendo um dos drivers positivos que já atingiram o alvo, de R$ 4,40. Agora, a aposta é em TIMP3 (TIMP3), com compras a mercado, alvo na região dos R$14,00 e stop na perda dos R$11,00.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Eles destacam que, apesar de não verem tanto upside para o setor (cash cow), eles enxergam um papel descontado em relação aos peers imediatos e globais. Adicionalmente, a forte correção dos DIs mais longos colocam empresas pagadoras de dividendos em maior evidência e sendo uma característica (defensiva) devido a expectativa de correção nos mercados globais com impactos pontuais por aqui.

Continua depois da publicidade

A segunda troca, conforme explica a Benndorf, também é de olho nos nos DIs, esperando algum impacto positivo para empresas mais sensíveis às taxas de juros. Dessa maneira, a escolha foi por realizar +36,00% de lucro em LREN3 (papel relativamente precificado) com uma compra leve em Localiza (RENT3). Recomendação de compras até R$28,50 com alvo nos R$32,00 e stop nos R$25,50.

Mudanças:

– Aumento de exposição de Multiplan (MULT3) para 11%

– Entrada de TIM com exposição 8%

– Entrada de Localiza com exposição de 6%

– Redução na exposição de Petrobras (PETR4) para 5%

– Redução na exposição de Ecorodovias (ECOR3) para 5%

Composição: 11%: Multiplan; 10%: Carrefour (CRFB3), Met. Gerdau (GGBR4), Randon (RAPT4), ABC e Itaúsa (ITSA4); 8%: Arezzo (ARZZ3) e TIM. 7%: Tenda (TEND3); 6%: Localiza; 5%: Petrobras e Ecorodovias.

Última atualização por Nathalia Nascimento - 17/12/2018 - 14:36