Últimas Notícias Nova Previdência Cotações Comprar ou Vender Criptomoedas Empresas
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

BB-BI inicia cobertura da AES Tietê com preço-alvo de R$ 12,30 em 2019

Investing.com Brasil - 29/10/2018 - 10:29

AES

Por Investing.com – O Banco do Brasil Investimentos (BB-BI) iniciou a cobertura das ações da AES Tietê (TIET11), com recomendação de mercado e preço-alvo a R$ 12,30 para 2019, o que representa uma valorização de 18,5% e dividend yield de 9,1%, a um total de 27,6% no período.

Os analistas têm uma visão positiva sobre a nova fase da empresa, que se concentrou na expansão e diversificação de fontes. Esta estratégia está em consonância com a tendência da matriz de geração brasileira e como mitigadora ação frente ao cenário hidrológico adverso, também aproveitando sua expertise em geração e comercialização de eletricidade.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Para eles, a atual estratégia de crescimento iniciada por último ano pode mudar a tese de investimento da empresa de um jogo de dividendos para um caso de crescimento. Neste sentido, os níveis de retorno são agora baseados em novos projetos e aquisições, onde o desenvolvimento dos projetos e a integração de aquisições terão um papel relevante na avaliação.

A tese de investimento é baseada na expertise de comercialização de energia no mercado livre; na nova estratégia de crescimento e diversificação de fontes para não-hidrelétricas, com margens maiores e sem exposição ao GSF; e no aumento de ambos, duração e exposição, ao mercado regulado através de novos contratos, trazendo maior previsibilidade aos fluxos de caixa.

De acordo com o BB-BI, os riscos negativos que podem trazer impacto negativo no valor da empresa ou em sua tese de investimento incluem a concorrência mais feroz em leilões de geração e acordos de aquisição, postergando sua meta de meta de crescimento e / ou afetando a lucratividade futura; os riscos de execução em novos projetos, com possíveis atrasos, sobretaxas e superação de custos; e menores preços de eletricidade no mercado livre no futuro.

Levando em consideração o fechamento de sexta-feira (R$ 10,38), o potencial de valorização é de 18,5%, sendo que o maior valor em 52 semanas foi de R$ 18,81, com variação no ano de -14,41%. A companhia divulga o balanço do terceiro trimestre no próximo dia 6.

Money Times no Messenger!
Notícias selecionadas para você
Recomendados para você