Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Banco Original, dos irmãos Batista da JBS, prepara captação internacional e pavimenta caminho para IPO

28/10/2019 - 19:15
Segundo o diretor de Tecnologia e produtos do Banco Original, Raul Moreira, com 13 bilhões de reais em caixa, a instituição não tem necessidade de novos recursos (Imagem: Facebook Banco Original)

O Banco Original deu mandato a bancos para coordenarem uma captação de recursos no exterior, em sua primeira incursão internacional, no que pode ser uma prévia para testar o apetite de investidores para uma futura listagem em bolsa.

O banco não detalhou montante e prazo dos papéis.

Mas em nota, a agência de classificação de risco Standard & Poor’s atribuiu rating “B” à operação, com perspectiva negativa, para emissão de 200 milhões de dólares.

Segundo o diretor de Tecnologia e produtos do Banco Original, Raul Moreira, com 13 bilhões de reais em caixa, a instituição não tem necessidade de novos recursos, mas viu na operação uma forma de se apresentar a investidores no exterior.

“A gente vem sendo procurado pelo mercado desde o primeiro trimestre e agora vamos ter a oportunidade de falar mais do nosso modelo de negócios para o investidor internacional”, disse ele à Reuters nesta segunda-feira.

O banco controlado pela J&F, holding da família de Wesley e Joesley Batista que também controla a JBS (Marcelo Camargo/Agência Brasil/Agência Brasil)

De acordo com o executivo, porém os recursos captados serão usados para apoiar expansão da carteira de crédito do grupo, que prevê fechar 2019 com mais de 3 milhões de clientes.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

A informação inicialmente foi divulgada pelo IFR, serviço da Refinitiv, que disse que a captação com nota sênior sem garantia será coordenada por BCP Securities, Santander e XP Investimentos e que as reuniões com investidores nos EUA e na Europa começam no dia 30.

O banco controlado pela J&F, holding da família de Wesley e Joesley Batista que também controla a JBS (JBSS3), tem mantido contato com bancos de investimento para uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), mas um horizonte para essa operação ainda não foi definido, segundo Moreira.

Última atualização por Renan Dantas - 28/10/2019 - 19:21