Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Banco Inter precisa ser menos tímido, avaliam analistas

29/11/2019 - 15:08
O BB também vê como necessária a “constante construção” pela qual o Banco Inter vem passando, principalmente em termos de inovação e liderança nas tendências (Imagem: Divulgação/Banco Inter)

Mesmo mantendo uma visão positiva sobre o desempenho do Banco Inter (BIDI4;BIDI11), o BB Investimentos enxerga grandes desafios à frente para a empresa.

“A companhia terá que continuar mostrando sua capacidade de entregar bons números de crescimento de contas-correntes, mas aliado à aceleração da monetização de sua base, algo que ainda está ocorrendo de forma tímida”, ressaltaram os analistas Vinícius Soares e Wesley Bernabé.

O BB também avalia como necessária a “constante construção” pela qual o Banco Inter vem passando, principalmente em termos de inovação e liderança nas tendências.

“Acreditamos que o Inter se encontra, de fato, em uma posição favorável em relação aos grandes players do mercado, visto estar em um período inicial de crescimento, com maiores facilidades de adaptar-se às novas regulamentações”, complementou.

Inter Day

Durante o Inter Day, evento que aconteceu na última quinta-feira (28), o Banco Inter abordou sobre seu sistema de meios de pagamentos e as vantagens competitivas do segmento.

A instituição almeja entrar no nicho de micro e pequenas empresas (MPEs) com a oferta de POS direto no celular, dispensando a necessidade da maquininha física. Pelo serviço, o banco espera superar a marca de 100 mil clientes e R$ 1 bilhão em volume transacionado até o fim de 2020.

Para o BTG Pactual, o Banco Inter “continua demonstrando um bom momentum em termos de expansão da base de clientes e ativação, o que deve persistir nos próximos trimestres”

Outro ponto destacado pela empresa foi a experiência do cliente na interação do aplicativo. A instituição buscará manter o padrão de crescimento de contas acelerado.

“Esse ponto é um grande desafio para a companhia e essencial para a manutenção da nossa tese de investimentos”, afirmaram os analistas.

O BTG Pactual (BPAC11) possui uma avaliação mais otimista. Para Thiago Kapulskis, Eduardo Rosman e Thomas Peredo, da equipe de análise, o Banco Inter “continua demonstrando um bom momentum em termos de expansão da base de clientes e ativação, o que deve persistir nos próximos trimestres”.

Ainda segundo os analistas, “o ativo parece mais interessante” depois de cair aproximadamente 40% desde a alta de 14 de agosto.

Marketplace

O Banco Inter espera que o marketplace traga maior recorrência ao Super App, permitindo que a instituição tenha conhecimento dos hábitos dos clientes e, consequentemente, ofereça maior assertividade na oferta de produtos.

“Embora o banco não tenha um ‘guia Amazon’, a empresa está construindo algo único passando dos serviços financeiros para o marketplace (o oposto do e-commerce)”, afirmou o BTG.

Diferença nas recomendações

O BTG reitera sua recomendação de compra para as ações BIDI11 da companhia, com preço-avo de R$ 63.

O BB, por sua vez, se mostra mais cauteloso, e tem recomendação market perform (na média com o mercado) para os papéis BIDI4. O preço-alvo estipulado é de R$ 16,20.

Última atualização por Márcio Juliboni - 29/11/2019 - 15:37