Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Aumento de robôs no Twitter pelo grupo de apoio ao governo marca debate político desta semana

Diana Cheng - 28/01/2019 - 15:45
(Pixabay)

A incidência de contas automatizadas em redes sociais cresceu durante esta semana, segundo o levantamento realizado pela Diretoria de Análise de Políticas Públicas da Fundação Getulio Vargas (FGV DAPP). Com o retorno da pauta de corrupção no centro das discussões políticas, o grupo azul, base de apoio do presidente Jair Bolsonaro, apresentou o maior aumento de robôs.

+ Veja aqui quais são as pequenas gigantes da Bolsa que podem te ajudar a transformar centavos em milhões

O percentual mais do que duplicou em relação à semana passada, chegando a 8,7% do total de retuítes. Ainda assim, o número de contas automatizadas continua sendo maior no grupo vermelho, base partidária de esquerda, com 11,3%.

No levantamento desta semana, outro movimento também ganhou destaque: a fragmentação das bases de oposição e apoio ao governo, com aumento dos grupos rosa, de perfis independentes não alinhados a partidos de esquerda, e roxo, de composição temática similar ao rosa.

Perfis de apoio a presidente em ações de segurança, opostos à esquerda e ao PT, atuam de forma mais organizada no grupo laranja, que cobra mudanças de postura e respostas, além de interagir com influenciadores de outros grupos contra Bolsonaro.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Debate da semana

Dois macrotemas se destacaram considerando o cenário pós-eleitoral: a corrupção e a segurança pública. A investigação sobre o assassinato de Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes serviram para intensificar o debate nas redes sociais – cujo tema central foi a posse de armas.

Em relação à economia, o assunto principal continuou sendo a Reforma da Previdência, em especial a inclusão de militares e de outras categorias da elite do funcionalismo público na proposta. Outros temas, como a ida de Bolsonaro a Davos e a situação política na Venezuela figuraram entre os destaques.

Última atualização por Diana Cheng - 28/01/2019 - 15:47