Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Ativa divulga carteiras Strategy e de dividendos para fevereiro

Diana Cheng - 01/02/2019 - 15:58

A Ativa Investimentos divulgou nesta sexta-feira (1) suas indicações para fevereiro. A corretora optou por manter os dez ativos do mês anterior na Carteira Strategy, assim como os sete papéis da carteira de dividendos.

Acompanhe as carteiras recomendadas de fevereiro

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Carteira Strategy

Balanceada a partir de ativos com perfil mais defensivo e outros mais arrojados, a carteira é focada em rentabilidade de longo prazo, com a finalidade de superar o Ibovespa.

Em janeiro, apresentou valorização de 9,6% frente aos 10,8% do Ibovespa, tendo como destaques positivo e negativo, respectivamente, a Equatorial (EQTL3) e a Vale (VALE3). Sobre a primeira empresa, Pedro Guilherme Lima, analista que assina o relatório, diz que a corretora a considera uma das mais eficientes do setor elétrico. “A empresa tem administrado a sua entrada no negócio de transmissão de forma bastante satisfatória, provavelmente colhendo frutos dos investimentos já em 2019. Vemos a entrada no segmento como positiva, pois trazem maior estabilidade para a companhia”, acrescenta.

Em relação à Vale, o analista torce para que a mineradora recupere seu valor de mercado, posto em risco após o acidente de Brumadinho. “Esperamos que a cia recupere seu valor de mercado em conjunto com a evolução da relevância dos minerais básicos dentro do resultado da companhia, fazendo com que permanecemos otimistas com a VALE3”.

Continua depois da publicidade

Carteira de dividendos

Formada a partir de ativos que possuem boa distribuição de dividendos, a carteira tem como objetivo superar o Ibovespa.

No último mês, registrou alta de 16,8%, com destaque positivo para a Kroton (KROT3) e destaque negativo para a Vale.

Continua depois da publicidade

“É nossa opção preferida do setor de educação”, afirma Lima sobre a Kroton. “Além de ser a maior empresa em market share, atuando nas frentes presencial e EAD e possuindo uma estratégia eficiente de margens, a companhia recentemente fortaleceu sua expansão para o ensino básico através da aquisição do Grupo Somos”. O analista ainda diz que o setor de educação vem operando com múltiplos baratos e a Kroton tem um case com bons fundamentos.

Última atualização por Gustavo Kahil - 01/02/2019 - 15:58