Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Ativa divulga carteiras Strategy, Dividendos, Valor e Verde para setembro

Diana Cheng - 02/09/2019 - 12:56
Na carteira Dividendos, a Ativa optou por substituir as ações da Klabin e Petrobras pelas do Santander e Engie Brasil, além de incluir o papel da Hypera

A Ativa Corretora trocou dois papéis e incluiu mais um na nova composição de sua carteira Strategy para setembro, divulgada nesta segunda-feira (2). Dessa forma, as ações da Cemig (CMIG4) e Usiminas (USIM5) saíram e as da JBS (JBSS3), Energias do Brasil (ENBR3) e Lojas Renner (LREN4) entraram.

“A companhia é um dos destaques entre os pares do varejo, mostrando soluções inteligentes e modernas para as demandas do dia a dia”, afirmou Ilan Arbetman, analista da Ativa, sobre a inclusão da Lojas Renner. “Apesar dos múltiplos inflados, possui excelentes fundamentos e acreditamos que pode ser um bom vetor de captura no novo cenário econômico nacional”.

Em agosto, a carteira da corretora desvalorizou 1%, pouco mais do que o Ibovespa, que apresentou desempenho negativo de 0,7%.

Dividendos

Para a nova composição da carteira de dividendos do mês, a Ativa optou por substituir as ações da Klabin (KLBN11) e Petrobras (PETR4) pelas do Santander (SANB11) e Engie Brasil (EGIE3), além de incluir o papel da Hypera (HYPE3).

A razão, explicou a corretora, é aumentar a participação dos setores de energia elétrica e bancos, conhecidos por ser historicamente estáveis e bons pagadores de dividendos.

Em agosto, a carteira registrou rentabilidade de 0,3%.

Valor

Houve apenas uma troca na composição da carteira Valor: Vale (VALE3) por JBS.

“A empresa está passando por um processo de desalavancagem, desfazendo-se de ativos e reduzindo seu endividamento líquido”, disse a Ativa em relação à empresa JBS.

No mês passado, a carteira desvalorizou 3%.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

Verde

A carteira Verde foi criada para contemplar empresas que, além de prezar pela rentabilidade e pelo retorno ao acionista, também estimulam um desenvolvimento sustentável e uma responsabilidade ética da sociedade.

Visando dar mais visibilidade à carteira, entraram as ações do Santander, Energias do Brasil e Lojas Americanas (LAME4), enquanto os papéis da Cemig (CMIG4), Eletrobras (ELET6) e Magazine Luiza (MGLU3) saíram.

A carteira valorizou 8,2% em agosto.

Última atualização por Diana Cheng - 02/09/2019 - 12:56