Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Ásia: Índice de Xangai fecha na mínima de 6 semanas em meio a sinais mistos sobre comércio

13/11/2019 - 8:03
Ásia China Xangai Mercados
O índice de Xangai terminou com queda de 0,33%, no menor nível de fechamento desde 30 de setembro (Imagem: Reuters/Aly Song)

As ações de Xangai atingiram nesta quarta-feira o nível de fechamento mais baixo em mais de seis semanas em meio a sinais mistos sobre o progresso feito nas negociações comerciais entre Estados Unidos e China, enquanto a intensificação da violência em Hong Kong afetava o sentimento.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, perdeu 0,09%, enquanto o índice de Xangai terminou com queda de 0,33%, no menor nível de fechamento desde 30 de setembro.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse na terça-feira que um acordo comercial inicial com a China está “perto”, mas não ofereceu novos detalhes sobre as negociações, decepcionando investidores com o que foi considerado um discurso sobre as políticas econômicas de seu governo.

O crescente caos político em Hong Kong ainda reduziu o apetite por risco já que manifestantes contrários ao governo paralisaram partes do centro financeiro asiático pelo terceiro dia e com a mídia estatal chinesa censurando a violência.

Em Tóquio, o índice Nikkei recuou 0,85%, a 23.319 pontos.

Em Hong Kong, o índice Hang Seng caiu 1,82%, a 26.571 pontos.

Em Xangai, o índice Ssec perdeu 0,33%, a 2.905 pontos.

O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen retrocedeu 0,09%, a 3.899 pontos.

Em Seul, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,86%, a 2.122 pontos.

Em Taiwan, o índice TAIEX registrou baixa de 0,46%, a 11.467 pontos.

Em Cingapura, o índice STRAITS TIMES desvalorizou-se 0,87%, a 3.239 pontos.

Em Sydney o índice S&P/ASX 200 recuou 0,81%, a 6.698 pontos.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Última atualização por Rafael Borges - 13/11/2019 - 8:03

Oi vende fatia em operadora africana para petrolífera angolana por US$ 1 bilhão