Últimas Notícias Nova Previdência Cotações Comprar ou Vender Criptomoedas Empresas
Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

As cinco principais notícias do mercado internacional desta segunda-feira

Investing.com Brasil - 11/02/2019 - 10:19
Fonte: B3

Por Investing.com – Confira as cinco principais notícias desta segunda-feira, 11 de fevereiro, sobre os mercados financeiros:

1 – Negociações comerciais entre EUA e China recomeçam

Uma nova rodada de negociações comerciais EUA-China começa em Pequim, após o mais recente conjunto de negociações concluídas em Washington na semana passada encerrar sem um acordo.

Autoridades de nível inferior iniciaram as reuniões na segunda-feira, lideradas no lado americano pelo representante adjunto de comércio dos Estados Unidos, Jeffrey Gerrish.

As conversações com o primeiro escalão serão realizadas na quinta e sexta-feira com o secretário de comércio, Robert Lighthizer e o secretário do Tesouro, Steven Mnuchin.

Os dois lados estão tentando fechar um acordo antes do prazo final de 1º de março, quando as tarifas sobre importações chinesas no valor de US$ 200 bilhões devem aumentar de 10% para 25%.

2 – Governo americano rumo à outra paralisação

As manchetes políticas continuarão em foco enquanto conversas sobre financiamento de segurança na fronteira entraram em colapso após legisladores democratas e republicanos entraram em confronto com a política de detenção de imigrantes enquanto trabalhavam para evitar outra paralisação parcial do governo americano.

“As negociações estão paradas agora”, disse o senador republicano Richard Shelby ao “Fox News Sunday”. Ele disse que o impasse foi sobre o desejo dos democratas de limitar o número de leitos em centros de detenção para pessoas que entram ilegalmente no país.

Legisladores democratas e republicanos no Congresso têm até sexta-feira para concordar com um acordo orçamentário para evitar outra paralisação parcial do governo federal.

3 – Mercado futuro dos EUA aponta para abertura otimista.

Mercado futuro dos EUA apontam para uma abertura em alta no início da semana de negociação, uma vez que os participantes do mercado ficaram de olho nos desenvolvimentos políticos nacionais e internacionais.

Por volta das 8h20, o índice blue chip futuros do Dow subia 97 pontos, ou cerca de 0,4%, os futuros do S&P 500 somavam 11 pontos, ou cerca de 0,4%, enquanto o índice futuro de tecnologia Nasdaq 100 indicavam um ganho de 36 pontos, ou cerca de 0,5%.

Na Europa, as bolsas estavam em alta nas negociações durante a metade da manhã, com quase todas as principais bolsas da região em território positivo. Entre os índices nacionais, o DAX da Alemanha e o FTSE da Inglaterra subiram mais de 1%.

Mais cedo, bolsas asiáticas fecharam em diferentes direções. O índice Shanghai Composite subiu 1,3% com a reabertura dos mercados na China após uma semana de pausa em razão do Ano Novo Lunar.

4 – Começa última grande semana de balanços no 4º Trimestre

Cerca de 60 empresas listadas no S&P 500 devem apresentar seus balanços corporativos nesta que será a última grande semana da temporada de resultados do quarto trimestre.

Loews (NYSE:L), Diamond Offshore Drilling (NYSE:DO), Chegg (NYSE:CHGG), e Kemper (NYSE:KMPR) estão agendadas para segunda-feira.

Outras empresas notáveis que devem se apresentar esta semana incluem as gigantes da bebida Coca-Cola (NYSE:KO) e PepsiCo (NASDAQ:PEP); empresas de cannabis Canopy Growth (NYSE:CGC) e Aurora Cannabis (NYSE:ACB); fornecedor de chips gráficos Nvidia (NASDAQ:NVDA).

Cisco (NASDAQ:CSCO), Deere (NYSE:DE), Under Armour (NYSE:UAA), Activision Blizzard (NASDAQ:ATVI), AIG (NYSE:AIG), Yelp (NYSE:YELP), TripAdvisor (NASDAQ:TRIP), Canada Goose (NYSE:GOOS), CBS (NYSE:CBS), e Twilio (NYSE:TWLO) também fornecerão atualizações.

5 – Dólar atinge maior alta de 2019

Longe das ações, o dólar foi empurrado para o alto contra seus principais rivais, atingindo seus melhores níveis do ano, já que persistentes temores sobre as perspectivas de crescimento global impulsionaram o apetite por ativos portos-seguros.

índice dólar, que mede a força da moeda frente a uma cesta ponderada de seis principais moedas, subiu 0,2%, para 96,62, nível visto pela última vez em 17 de dezembro.

Está a caminho de um oitavo dia consecutivo de ganhos.

Enquanto isso, no mercado de títulos, os preços do Tesouro americano caíram, impulsionando os rendimentos mais altos ao longo da curva, com o rendimento de 10 anos de referência subindo para 2,64%.

Nenhum relatório econômico importante é esperado nesta manhã. O destaque dos lançamentos de dados desta semana será na quarta-feira, quando o Departamento de Comércio publica os números da inflação de janeiro.

– Reuters contribuiu com esta reportagem

Leia mais sobre: Mercados, Wall Street