Empresas

As 500 marcas mais valiosas do mundo; veja ranking que tem 5 brasileiras

Diana Cheng - 16/02/2019 - 16:05
A Petrobras é a única brasileira não-bancária a figurar entre as mais valiosas

Cinco empresas brasileiras estão entre as marcas mais fortes e valiosas do mundo, segundo o relatório “Global 500 2019” da Brand Finance. Dentre as companhias brasileiras listadas, quatro são bancos – Itaú (ITUB4), em 297ª posição, Bradesco (BBDC4), na 338ª, Banco do Brasil (BBAS3), na 447ª, e Caixa Econômica Federal, na 490ª – e uma é estatal – Petrobras (PETR4), em 436ª colocação.

BB, Itaú, Santander ou Bradesco: Qual se deu melhor em 2018?

Qual é a melhor ação para “passar de ano”? 

Os três primeiros lugares ficaram para empresas de tecnologia americanas. A Amazon, que apresentou valorização de 24,6% em um ano e está a US$ 187,905 bilhões, lidera o ranking.

“Notavelmente forte em termos de serviço, a Amazon, no ano passado, registrou sua mais bem-sucedida Prime Day, com consumidores procurando por mais de 100 milhões de produtos na loja online”, diz o relatório. A Brand Finance acredita que, com a incansável extensão da empresa em novos setores, a valorização da marca só tende a crescer ainda mais.

Nesse último ranking, as empresas chinesas também garantiram um espaço entre as companhias mais valiosas. Juntas, a presença das marcas do país asiático subiram para US$ 1,307 trilhão em 2018, com destaque para iQiyi, WeChat e Tencent.

Segundo a Brand Finance, as marcas chinesas começaram o ano com muita confiança, pois registraram aumento de valorização em variados tipos de setor. “Agora depende dos responsáveis por essas empresas para navegar nessas águas cortantes das tarifas norte-americanas e negociar suas entradas através de tensões crescentes nos anos que virão”, completa a consultoria.

O relatório também traz uma análise dos setores e suas reputações, tendo como primeiro lugar a hotelaria, com 7,3 de nota em uma escala de zero a 10. O setor automotivo ficou em segundo lugar, com 7,1, enquanto tecnologia e bebidas empataram na terceira colocação, apresentando 7 de nota.

Também foi apresentado um ranking com os 100 melhores líderes do ano, tendo Jeff Bezos, da Amazon, Akio Toyoda, da Toyota, e Bernard Arnault, da LVMH.

Veja o documento completo: