Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Após reverter prejuízo, ações da Cyrela têm leve queda em dia de sessão negativa

Investing.com Brasil - 08/11/2019 - 11:39
Construção civil Empreiteiras construtoras
As ações da Cyrela operam em queda, na noite de ontem, a companhia informou que teve lucro líquido de R$ 104 milhões no terceiro trimestre ante prejuízo de R$ 121 milhões (Imagem: REUTERS/Ricardo Moraes)

Por Investing.com

Na parte da manhã desta sexta-feira na bolsa brasileira, os papéis da Cyrela (CYRE3) são negociados em leve desvalorização, em dia de queda importante do Ibovespa.

Na noite de ontem, a companhia informou que teve lucro líquido de R$ 104 milhões no terceiro trimestre ante prejuízo de R$ 121 milhões em igual período de 2018, apoiada em crescimento da receita após salto em lançamentos e vendas. Analistas, em média, estimavam lucro de R$ 76,5 milhões, segundo dados da Refinitiv.

Com isso, os papéis cediam, por volta das 11h16, 0,39% a R$ 27,80.

No trimestre, os lançamentos da Cyrela quase dobraram sobre um ano antes, para 1,77 bilhão de reais, enquanto as vendas contratadas avançaram 70%, para 1,07 bilhão. Já as entregas cresceram 92,5%, para 1,23 bilhão de reais.

Para a Mirae Asset, o resultado veio em linha com a expetativa e novamente foi um sólido resultado. As expectativas continuam favoráveis para o setor e para a empresa, uma vez que num cenário de recuperação da economia, com juros baixos, a Cyrella será beneficiada.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

A avaliação do Bradesco BBI e de que a Cyrela  apresentou resultados mistos, com receita em linha com o esperado pelo banco, mas margem bruta e lucro líquido recorrente ficaram abaixo do projeto.

O documento enviado a clientes destaca ainda que a incorporadora deve seguir com fortes números operacionais, que podem resultar positivamente para as expectativas para este final de ano.

Já o BTG Pactual (BPAC11) não acredita que os resultados da Cyrela devam movimentar as ações, uma vez que o resultado foi amplamente alinhado com o esperado pela instituição, fazendo com que seja mantida uma posição positiva em relação às construtoras brasileiras em geral, pois os analistas acreditam que o momento permanece sólido. A classificação segue de compra na Cyrela, negociando a 2,2x P / TBV.

Última atualização por Rafael Borges - 08/11/2019 - 11:41