Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Após quatro meses de baixa, vagas de trabalho no Rio crescem em setembro

Diana Cheng - 30/10/2018 - 18:08

O levantamento realizado pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Rio de Janeiro (Fecomércio RJ), com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), revelou que, após quatro meses consecutivos registrando saldos negativos, o número de postos de trabalho criados no Estado do Rio de Janeiro cresceu em setembro. Foram 7.944 novas vagas em todos os setores.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Dos 7.944 postos de trabalho, 2.304 pertencem à área do comércio. É a primeira vez desde abril, período anterior à greve dos caminhoneiros, que este setor apresentou saldo positivo. Dentro do setor de serviços, 5.500 empregos foram criados, tendo crescimento pela terceira vez consecutiva.

Na área de construção civil, foram 873 postos criados. As atividades industriais e agropecuárias, no entanto, terminaram setembro com saldo negativo de, respectivamente, 438 e 235 vagas abertas.

Continua depois da publicidade
(Fonte: Caged / Elaboração: Fecomércio RJ)

Além do aumento em comparação ao mês de agosto, quando foram abertas 2.917 vagas no total, os números de setembro também se mostraram positivos no comparativo anual. No mesmo mês de 2017, o saldo terminou no negativo, apresentando 4.769 empregos formais.

O acumulado do ano se encontra negativo em 811 postos de trabalho. Ainda assim, registrou uma melhora em comparação aos anos anteriores. No mesmo período do ano passado, o estado fluminense registrou 83.853 vagas negativas. Em 2016, o número chegou a incríveis 168.734.

(Fonte: Caged / Elaboração: Fecomércio RJ)

A queda no fechamento de postos de trabalho mostrado pela pesquisa da Fecomércio RJ indica uma recuperação gradual da confiança por parte dos empresários, sendo o comércio o setor de maior expectativa para a criação de novas vagas nos próximos meses.

Money Times no Messenger!
Notícias selecionadas para você