Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Após o pregão: Cielo cortada no Safra, Ultrapar, Marfrig, Dommo…

Gustavo Kahil - 15/05/2019 - 22:22
Com variação de 245%, o lucro líquido da Ultrapar foi de R$ 251 milhões

Olá, leitor do Money Times. Boa noite!

Aqui está o que de mais importante foi publicado após o pregão, até agora, nesta quarta-feira (15):

1 – Lucro da Ultrapar dispara no 1º trimestre – Ultrapar (UGPA3) divulgou nesta quarta-feira (15) os resultados do primeiro trimestre de 2019, tendo seu lucro líquido dentro da norma IFRS 16 mais do que dobrado em relação ao mesmo período de 2018. Com variação de 245%, o volume atingido foi de R$ 251 milhões. Sob análise pós-ajustada, o valor chegou a R$ 243 milhões – Leia Mais

1.1 – Ultrapar irá pagar R$ 67,5 milhões para compensar ambiental em Santos – Leia Mais

2 – Marfrig tem lucro de R$ 4,3 milhões no 1º trimestre – A Marfrig (MRFG3) reverteu o prejuízo líquido de R$ 201 milhões visto no primeiro de resultado de 2018 para anotar um lucro líquido de R$ 4,3 milhões entre janeiro e março deste ano, revelou a empresa em um comunicado enviado ao mercado nesta quarta-feira (15) – Leia Mais

2.1 – Marfrig estima receita líquida de até R$ 49 bilhões em 2019 – Leia Mais

3 – Dommo reduz prejuízo para R$ 40,8 milhões no 1º trimestre – Dommo Energia (DMMO3) encerrou o primeiro trimestre do ano com prejuízo de R$ 40,8 milhões, segundo mostra o relatório divulgado pela empresa nesta quarta-feira (15). Tal resultado indica uma melhora em relação ao mesmo período de 2018, quando o valor negativo foi de R$ 329,3 milhões – Leia Mais

A empresa apresentou prejuízo de R$ 63,8 milhões no trimestre passado, revertendo o valor positivo de R$ 1,3 milhão do primeiro trimestre de 2018 (Imagem: Wikimedia Commons)

4 – Instigado pela crise do mercado editorial, lucro da Saraiva derrete – Em processo de recuperação judicial desde novembro de 2018, a livraria Saraiva (SLED4) apresentou prejuízo de R$ 63,8 milhões no trimestre passado, revertendo o valor positivo de R$ 1,3 milhão do primeiro trimestre de 2018 – Leia Mais

5 – Lucro da Ferbasa cai mais de 27% em balanço trimestral – A Ferbasa (FESA4) fechou o primeiro trimestre do ano apresentando queda de 27,4% no lucro líquido. O valor, antes em R$ 63,5 milhões no primeiro resultado de 2018, passou para R$ 46,1 milhões – Leia Mais

6 – Cielo: Banco Safra derruba preço-alvo em 33% – A equipe de análise do banco Safra cortou em 33% o preço-alvo para as ações da Cielo (CIEL3), revela um relatório enviado a clientes nesta quarta-feira (15). Os analistas Luis F. Azevedo e Silvio Dória mantiveram a recomendação em neutra devido ao aumento da concorrência no setor de adquirência – Leia Mais

7 – Metal Leve registra queda de 10,5% no lucro em resultado trimestral – A Metal Leve (LEVE3) encerrou o primeiro trimestre de 2019 com queda de 10,5% no lucro líquido da companhia, de acordo com o relatório divulgado nesta quarta-feira (15). Com isso, o volume acumulado passou de R$ 71,4 milhões para R$ 63,9 milhões em um ano – Leia Mais

Uma ação ajuízada na 17ª Vara de Justiça Federal pelo MPF declara que o decreto 9785/2019 extrapola a sua natureza regulamentar (Divulgação/Facebook)

8 – Ação da Taurus cai forte com resistência ao Decreto das Armas – As ações da Taurus Armas caíram forte nesta quarta-feira (15) após a notícia de que o Ministério Público Federal (MPF) busca a suspensão imediata e integral do decreto que regulamentou o porte de armas no Brasil. Os papéis ordinários (FJTA3) recuaram 5,85%, a R$ 3,54, e os preferenciais (FJTA4) despencaram 6,72%, a R$ 3,74 – Leia Mais

9 – JSL irá recomprar até 6,7% das ações em circulação – JSL (JSLG3) irá recomprar até 3,688 milhões de ações, o que representam 6,7% do total em circulação no mercado, em um prazo de 18 meses, informou a empresa por meio de um comunicado enviado ao mercado nesta quarta-feira (15) – Leia Mais

10 – Petrobras irá pagar juros sobre o capital próprio e dividendos na segunda-feira – A estatal irá pagar na próxima segunda-feira (20) as últimas parcelas da remuneração aos acionistas referente ao exercício de 2018, sendo uma sob a forma de juros sobre capital próprio (JCP), com base na posição acionária de 21/12/2018, e a outra sob a forma de dividendos aos detentores de ações preferenciais, com base na posição acionária de 25/04/2019 – Leia Mais

11 – País continuará com déficit até 2025, prevê instituição do Senado – Mesmo com a aprovação da reforma da Previdência, o país continuará a registrar déficits primários – resultado das contas públicas desconsiderando os juros da dívida – até 2025, só voltando a ter resultados positivos em 2026. A conclusão consta de relatório da Instituição Fiscal Independente (IFI), órgão auxiliar do Senado, divulgado hoje (15) – Leia Mais

Bônus

Doria: “Em 12 anos, nunca vi os investidores em NY tão animados com o Brasil” – Leia Mais

Redução de despesas com a educação contraria teoria do capital humano – Leia Mais

Leia mais sobre: Sem Categoria

Última atualização por Gustavo Kahil - 15/05/2019 - 22:22