Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Após compra da Cecrisa por R$ 539 mi, ações da Duratex saltam mais de 3%

Investing.com Brasil - 23/05/2019 - 11:25
Duratex
A Duratex assume questões trabalhistas e fiscais e descontará os valores desembolsados deste valor

Por Investing.com

Depois anunciar na noite de quarta-feira a aquisição da fabricante de revestimentos cerâmicos e detentora da marca Portinari Cecrisa por até R$ 539 milhões, as ações da Duratex (DTEX3) operam com forte valorização de 3,79% a R$ 9,85. Com o negócio, a companhia amplia assim o portfólio de produtos para construção civil.

A empresa, controlada pela Itaúsa (ITSA4), vai pagar R$ 264 milhões em dinheiro pela aquisição da Cecrisa e os até R$ 275 milhões restantes do valor do acordo serão pagos “na hipótese de verificação futura de determinadas condições suspensivas”, informou a Duratex em comunicado à imprensa.

“O valor da dívida líquida da companhia era R$ 442 milhões. A operação, que está sujeita à aprovação do Cade em conformidade com as normas legais, será realizada sem alterações relevantes na atual estrutura de capital e no endividamento da Duratex”, afirmou a empresa.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

“Essa aquisição somada à expansão da Ceusa, anunciada anteriormente, traz escala e sinergias importantes para o nosso negócio, deixando a Duratex mais competitiva”, disse o presidente da Duratex, Joaquim de Oliveira.

A Cecrisa tem capacidade de produção de 20 milhões de metros quadrados por mês em três unidades fabris no Brasil, das quais duas em Santa Catarina e uma em Minas Gerais. A companhia emprega cerca de 1.700 funcionários e teve receita líquida de 652 milhões de reais e lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) de 112 milhões em 2018.

A Mirae Asset destaca que a Duratex já havia adquirido outra empresa do setor e com esta aquisição desponta como uma consolidadora em um mercado pulverizado, mas com enorme potencial de crescimento nos próximos anos, considerando a retomada da economia e dos investimentos necessários em infraestrutura no país.

Cabe salientar que a Duratex assume questões trabalhistas e fiscais e descontará os valores desembolsados deste valor. Já a dívida é de longo prazo, mas irá criar no curto prazo uma pressão na estrutura de capital da Duratex, que terá então que renegociar as taxas e prazos em melhores condições.

Última atualização por Bruno Andrade - 23/05/2019 - 11:25