Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Apesar da baixa nos preços o hash rate da rede do Bitcoin está em alta

31/08/2019 - 15:00
O hash rate está alcançando novos recordes, mostrando a pujança da rede do Bitcoin e antecipando a ação dos mineradores que estão precificando o próximo halving (Imagem: Pixabay)

Apesar da baixa dessa semana, onde o Bitcoin alcançou cotações abaixo da faixa dos US$10 mil, onde esteve lateralizando nos últimos 30 dias, há um fator que mostra que há luz no fim do túnel: o hash rate.

O hashrate da rede Bitcoin, que demonstra a quantidade de poder de computação usado para proteger o protocolo para processar transações, alcançou um novo recorde histórico em 83 exahashes. No início do ano, o hashrate era de 35 exahashes, mostrando um aumento de 137% em um período de oito meses. Algo denotava a volta da mineração como uma atividade rentável. Que não se observou durante todo o ano de 2018, que podemos chamar de inverno das criptomoedas.

O aumento no hashrate antes do próximo halving denota que um número crescente de mineradores pretende extrair o máximo de Bitcoin possível antes de meados de 2020, antecipando a recuperação de preços.

No atual estado do mercado, o Bitcoin vem sofrendo forte oscilações por vários motivos: guerra comercial entre EUA e China; guerra cambial; efeito das incertezas econômicas na zona do euro, a taxa de juros americana e a fuga de capitais para ativos seguros, como o ouro. Leia mais sobre esse movimento aqui. Com informações do Cryptowatch.

Novo! Receba Grátis a Newsletter
Crypto Times
Uma newsletter que minera informação para você!

 

 

Leia mais sobre: Bitcoin, Criptoativos, Criptomoedas

Última atualização por Leandro França de Mello - 31/08/2019 - 12:12