Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Conteúdo Patrocinado

Alavancagem financeira: O que é e como funciona

12/07/2019 - 6:38

Por André Bona, do BTG Pactual

O mercado financeiro possui diversas expressões que, muitas vezes, são desconhecidas pela maioria das pessoas – sobretudo por aquelas que ainda mantêm certa distância do mundo dos investimentos. Apesar disso, existem algumas palavras que, de uma forma ou de outra, fazem parte do dia a dia da população – como é o caso da alavancagem.

Você pode não saber exatamente o que significa alavancagem no ambiente de bolsa de valores, mas certamente já deve ter ouvido falar desta expressão em algum momento da sua vida – até mesmo na escola, ao estudar as alavancas nas aulas de Física. Hoje, você entenderá o que é alavancagem e descobrirá como a alavancagem funciona no âmbito do mercado financeiro.

Continue a leitura e aprenda a utilizar esta ferramenta a seu favor na hora de investir!

O que é alavancagem?

A alavancagem, em uma explicação simples, nada mais é que a utilização de um instrumento ou de recursos para multiplicar um determinado resultado, a partir de um esforço pequeno.  Na Física, por exemplo as alavancas são definidas como objetos rígidos, que são utilizados para multiplicar uma força exercida em um outro objeto.

O objetivo do uso da alavanca, no contexto do nosso dia a dia, é justamente ampliar a força aplicada sobre algo ou alguém, a fim de alcançar um grande resultado sem que seja necessária a adoção de um esforço proporcional para atingir esta mesma finalidade.

Alavancagem na bolsa de valores

No ambiente de bolsa de valores, a alavancagem é uma estratégia que tem como objetivo permitir que os investidores consigam movimentar altas somas de dinheiro a partir de valores disponíveis bastante reduzidos.

Imagine, por exemplo, que você possua R$ 10 mil para investir e que você tenha um limite de alavancagem de 5 vezes – delimitado pela instituição financeira pela qual você faz operações na bolsa. Desta forma, você poderia movimentar, por exemplo, R$ 50 mil em papéis sem, necessariamente, dispor de todo este montante em sua conta para fazer suas operações.

A estratégia da alavancagem pode ser utilizada em diversos tipos de investimento. Quem opera na bolsa de valores, no entanto, costuma fazer uso da alavancagem em três situações: ao realizar operações de curtíssimo prazo (day trade), ao operar no Mercado Futuro e ao fazer venda a descoberto na bolsa.

Invista com Alavancagem BTG. Abra sua conta.

Operações em day trade

Quem faz operações utilizando a estratégia de day trade – na qual uma operação é iniciada e encerrada em um mesmo dia – costuma utilizar com frequência a alavancagem.

Desta forma, o especulador consegue alavancar suas operações, conseguindo ampliar sua posição financeira em um ativo – em busca de um acréscimo na rentabilidade, a partir das oscilações de preço dos ativos.

Operações no mercado futuro

Aqueles que operam contratos no Mercado Futuro também podem fazer uso da alavancagem em suas operações. Neste mercado, é possível operar índices, dólar, café, milho, e diversos outros ativos e commodities.

Assim como no day trade, a alavancagem no Mercado Futuro permite ao investidor ampliar financeiramente suas posições – em busca de uma melhor rentabilidade.

Operações de venda a descoberto (short selling)

Na venda a descoberto, o investidor precisa alugar uma ação para buscar lucrar no mercado com sua queda. E é neste contexto que se utiliza a alavancagem, uma vez que como ele fará uma venda primeiro e depois uma compra, ele não utiliza recursos próprios, bastando para isso uma margem de garantia, que é apenas uma fração de sua posição total na operação.

Neste tipo de operação, o locatário dos papéis vende os ativos no mercado para recomprá-los mais baratos – a fim de devolvê-los para o locador, embolsando a diferença de preço entre o valor de venda e o valor de recompra do ativo.

Os riscos da alavancagem

O maior risco da alavancagem está justamente na possibilidade de uma determinada estratégia ou operação não funcionar como o esperado – gerando um efeito reverso daquele vislumbrado pelo investidor. Isso porque, assim como a alavancagem pode potencializar os ganhos, ela também pode ampliar as perdas do investidor na mesma proporção.

Se a operação com alavancagem der certo, o investidor obtém um retorno maior do que aquele que seria obtido sem o uso desta ferramenta. Por outro lado, se algo der errado, o investidor amargará uma perda superior àquela que seria obtida se ele não tivesse utilizado a alavancagem.

É possível, inclusive, que o investidor perca todo o seu capital investido se não manejar o risco de suas operações de maneira adequada, sendo necessário que ele, em muitas situações, aporte ainda mais capital em conta para honrar suas obrigações – e perdas – na bolsa de valores.

Como utilizar a alavancagem a seu favor?

Se utilizada com consciência e cuidado pelo investidor, fundamentada em uma estratégia de investimento sólida e em um bom manejo de riscos, no entanto, a alavancagem pode ser um instrumento interessante para ampliação dos ganhos em suas operações na bolsa de valores.

Antes de fazer uso da alavancagem, entretanto, verifique se o seu perfil enquanto investidor é adequado para este tipo de estratégia e se você está disposto a correr maiores riscos para ter a chance de turbinar seus rendimentos no mercado financeiro.

Abra sua conta no BTG Pactual digital e busque melhores retornos para seus investimentos.