Cotações por TradingView
Cotações por TradingView
Fast

Ações do Banco do Brasil têm alta de quase 2% com notícia de privatização de banco pelo governo

03/12/2019 - 10:59
De acordo com a publicação, o primeiro passo nesse procedimento será convencer o presidente Jair Bolsonaro (Imagem: REUTERS/Paulo Whitaker)

Por Investing.com

A notícia de que o ministro da Economia, Paulo Guedes, prepara com a sua equipe o processo que pode levar à privatização do Banco do Brasil (BBAS3) levou à valorização das ações da instituição nos primeiros negócios da manhã desta terça-feira na bolsa paulista. As informações sobre a eventual privatização são da edição de hoje do jornal O Globo.

Desta forma, os papéis registravam ganhos de 2,23% a R$ 48,49, por volta das 10h57.

De acordo com a publicação, o primeiro passo nesse procedimento será convencer o presidente Jair Bolsonaro. Apesar disso, as informações são de que a venda do banco público não deve acontecer no curto prazo, com a data estimada até o final de 2022, quando termina o atual mandato do presidente.

Procurado pela reportagem d’O Globo, o Ministério da Economia informou que o governo “não pretende privatizar Banco do Brasil, Caixa e Petrobras (PETR4)”.

Mesmo assim, a reportagem destaca que internamente o assunto já é discutido no governo, com a venda do BB sendo abordada em reunião do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), que aconteceu há duas semanas.

Uma das fontes disse ao jornal que a ideia de Guedes é já colocar o banco na lista de privatizações que será enviada ao Congresso em 2020, deixando a lista mais recheada. Entre os defensores da proposta estaria o presidente do BB, Rubem Novaes, que já declarou que a privatização é inevitável.

O Globo cita ainda entrevista concedida ao jornal por Guedes no final de semana, que disse que uma das privatizações que o governo pretende realizar pode render R$ 250 bilhões, que só seria possível alcançar de forma potencial com uma possível venda do Banco do Brasil  ou da Petrobras.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

O jornal lembra ainda que Guedes sempre manifestou o desejo de vender todas as estatais, mas sabe das dificuldades políticas e burocráticas para atingir esse objetivo. Por isso, emissários do ministro começaram a sentir o clima do Congresso sobre como determinadas privatizações seriam recebidas pelos parlamentares.

Um dos pontos delicados é para privatizar uma estatal é necessária a aprovação de uma lei específica, sendo que a avaliação da equipe do governo é que não haveria tanta resistência para a venda do BB, como existiria no caso da Caixa.

Última atualização por Rafael Borges - 03/12/2019 - 10:59