Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Ações da Vivara fecham em alta de 0,46% após oferta dominada por interesse local

Investing.com Brasil - 10/10/2019 - 17:35
Papeis da maior joalheria do Brasil sobem forte na estreia (Imagem: Divulgação/Redes Sociais)

Por Investing.com

As ações da rede de joalherias Vivara (VIVA3) fecharam a sessão desta quinta-feira em alta de 0,46%, negociadas a R$ 24,11. Os papéis da companhia abriram a R$ 24,38, acima da precificação de R$ 24,00 obtido durante o IPO. A máxima chegou a R$ 24,84.

O primeiro dia de negociação ocorre após a rede de joalheria levantar, durante a abertura de capital, R$ 2,3 bilhões a R$ 24 o preço por ação. Foram distribuídos 18,89 milhões de papéis de oferta primária e de 51,96 milhões de ações secundárias, somada à oferta adicional de 14,2 milhões de papéis.

Investidor local adquire maior parte

Grandes fundos estrangeiros vieram com grande interesse para abocanhar parcela considerável da oferta de abertura de capital da Vivara, mas foi o investidor local que adquiriu a maior parte, com 70% do volume da oferta, segundo a edição de hoje da coluna do Broadcast, do jornal O Estado de S.Paulo.

O apetite do investidor local garantiu a colocação do lote suplementar, segundo a coluna. Há uma análise de que os estrangeiros colocaram demandas reais em suas ordens, enquanto os brasileiros inflaram pois tinham a expectativa de um possível rateio.

Entre o público local, 13% ficou com o investidor de varejo pessoa física, com 5% sem lock-up, 5% com lock-up de 45 dias e 3% com lock-up de 120 dias.

O lock-up evita de o comprador da ação durante o IPO vende elas após início da negociação na bolsa. O lock-up de 45 dias foi destinado ao investidor de varejo com alocação de até R$ 1 milhão, que tiveram prioridade na distribuição de reservas, cujo aporte mínimo era de R$ 3 mil. Enquanto o lock-up de negociação de 120 dias foi para os investidores “private”, que alocaram entre R$ 1 milhão e R$ 10 milhões.

Objetivos do IPO

Com a composição da oferta, R$ 480 milhões seguem para o caixa da empresa, enquanto os controladores ficam com R$ 1,5 bi.

Os recursos do IPO serão direcionados especialmente para a abertura de novas lojas físicas. Essa rubrica terá cerca de 65% do resultado líquido, já sem as comissões, da oferta primária.

Balanço 

A Vivara possui 234 lojas físicas e quiosques, quase que em sua totalidade localizadas em shoppings, especialmente no Sudeste.

Cerca de 15% do montante vai para a expansão das unidades de produção, enquanto 12,5% deverá ser destinado ao lançamento de uma nova marca. O investimento em tecnologia e inovação ficará com os 7,5% restantes.

A operação foi liderada pelo Itaú BBA, enquanto o agente estabilizador foi o Bank of America Merrill Lynch. Também participaram da oferta XP Investimentos e o JP Morgan.

Quer ficar por dentro de tudo que acontece no mercado financeiro?

Receba de segunda a sexta as principais notícias e análises. É grátis!

Última atualização por Renan Dantas - 10/10/2019 - 17:38