Últimas Notícias Imóveis Carteiras recomendadas Comprar ou vender Finanças Pessoais Cripto Economia
Cotações por TradingView

Mercados

Ações da Gol sobem mais de 8% e voltam a liderar ganhos do Ibovespa

Investing.com Brasil - 17/07/2018 - 11:57

Gol

Por Investing.com – Nesta terça-feira, as ações da Gol (GOLL4) seguem a tendência de valorização iniciada na véspera e saltam 8,55% a R$13,58 acumulando ganhos de mais de 19% em dois dias. Ontem, a companhia anunciou a encomenda de compra de novos aviões. Além disso, o Goldman Sachs iniciou a cobertura dos ativos, com recomendação neutra, mas enxergando possibilidade de empresa elevar preços de passagens aéreas em 2019.

A Gol anunciou contrato para compra de mais 15 jatos Boeing 737-MAX 8 e a conversão de 30 pedidos atuais do modelo MAX 8 para 737 MAX 10, garantindo uma capacidade adicional de 30 assentos.

No comunicado sobre o anúncio, o presidente da Gol, Paulo Kakinoff, afirmou que a aquisição reforça a estratégia de reduzir custos operacionais, enquanto a capacidade adicional proporcionará à Gol vantagem competitiva em custo.

O Goldman Sachs começou a cobertura das ações da Gol com preço-alvo de R$ 11,70, citando que o pano de fundo macroeconômico incerto no Brasil está no preço da ação, embora a recente volatilidade do real e a alta do petróleo implicam em recuperação mais irregular do que inicialmente esperado no Brasil.

A equipe do Goldman citou, contudo, que a Gol será capaz de elevar preços em 2019 até certo ponto, o que deve implicar margens ligeiramente maiores para a companhia apesar do ambiente macro desafiador.

“Nos últimos anos a (rival) Latam tem sido mais racional (reduzindo capacidade), o que nos faz acreditar que ambas as companhias aéreas (Gol e Latam) serão capazes de elevar preços em 2019”, afirmaram os analistas do Goldman Sachs.

As ações da Gol já saltam 19% em apenas duas sessões. Na véspera, a companhia já havia saltado 11,6% em meio à queda do petróleo (boa parte do seu custo é relacionado ao preço do combustível) e após a companhia aérea assinar um novo contrato para a aquisição adicional de 15 jatos Boeing 737-MAX 8, elevando o total de pedidos da companhia aérea brasileira para 135 jatos. “Este novo pedido reforça a estratégia de reduzir custos operacionais operando uma frota padronizada e uma malha integrada, permitindo que a Gol continue a reduzir as tarifas nas rotas atendidas pela companhia e também adicionar novos destinos”, disse o presidente da Gol, Paulo Kakinoff, no comunicado.

A Gol também comunicou a conversão de 30 pedidos atuais do modelo MAX 8 para 737 MAX 10, garantindo uma capacidade adicional de 30 assentos. “A capacidade adicional proporcionará à Gol maior flexibilidade e uma vantagem competitiva em custo, já que o MAX 10 terá o menor custo por assento quando comparado com qualquer avião de corredor único disponível no mercado”, disse a companhia.

Com Reuters.

Leia mais sobre: Aviação, Empresas, Gol, Mercados

Últimas Notícias