Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Ações brasileiras sobem em NY com otimismo por acordo entre EUA e China

15/11/2019 - 20:51
Sabesp
Os papéis da Sabesp saltaram após a publicação do balanço do 3º trimestre (Imagem: Gustavo Kahil/Money Times)

As ações brasileiras subiram nesta sexta-feira (15) em Nova York, feriado no Brasil, acompanhando os mercados globais animados pela expectativa de um acordo comercial entre Estados Unidos e China.

O conselheiro econômico da Casa Branca Larry Kudlow disse no final da quinta-feira que os EUA e a China estão se aproximando de um acordo comercial, citando o que classificou de conversas muito construtivas com Pequim.

Os principais índices acionários de Wall Street fecharam em níveis recordes, impulsionados pelo novo otimismo sobre um potencial arrefecimento das tensões comerciais e pelos grandes ganhos das ações de empresas do setor de saúde.

Wall Street
O S&P 500 registrou a sexta semana seguida de valorização, maior sequência do tipo em cerca de dois anos (Imagem: REUTERS/Brendan McDermid)

O índice Dow Jones subiu 0,8%, a 28.004,89 pontos, enquanto o S&P 500 avançou 0,77%, a 3.120,46 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq ganhou 0,73%, a 8.540,83 pontos.

O S&P 500 registrou a sexta semana seguida de valorização, maior sequência do tipo em cerca de dois anos, enquanto o Dow atingiu a barreira dos 28.000 pontos pela primeira vez.

Bandeira da Alemanha Mercados Europa
O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,33%, a 1.590,42 pontos, (Imagem: Reuters/Alex Domanski)

Europa

As ações europeias registraram a sexta semana seguida de ganhos, após ganhos recordes em Wall Street.

O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,33%, a 1.590,42 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,4%, a 406,04 pontos.

Chegou a nova newsletter Comprar ou Vender

As melhores dicas de investimentos, todos os dias, em seu e-mail!

“A Europa como um todo é uma história de mais otimismo sobre um acordo comercial e o fato de a Itália e a Espanha, que nos últimos dias estavam desempenhando abaixo, estão indo melhor”, disse Andrea Cicione, chefe de estratégia da TS Lombard.

(Com Reuters)

Leia mais sobre: Mercados, Sabesp, Wall Street

Última atualização por Gustavo Kahil - 15/11/2019 - 20:51