Quer saber o que comprar agora na Bolsa? Receba as melhores dicas do Brasil

Cotações por TradingView
Cotações por TradingView

Coreia do Norte confirma visita de Kim Jong Un à Rússia para encontro com Putin

Equipe Money Times - 23/04/2019 - 0:53
O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-Un, deve se encontrar ainda este mês com o presidente da Rússia, Vladimir Putin (Pixabay)

A agência central de notícias da Coreia do Norte confirmou nesta terça-feira (23) que o líder Kim Jong Un fará uma visita a Rússia para se encontrar com o presidente Vladimir Putin em breve. O encontro ocorrerá em um momento crucial na região asiática, principalmente após um recente teste de armas norte-coreano sinalizar a crescente frustração de Kim em relação as negociações com Washington.

Em comunicado, as autoridades norte-coreanas informaram que Kim “fará em breve uma visita à Federação Russa”, e que ele e Putin “terão conversas”. Uma data para a reunião não foi imediatamente divulgada, e não está claro se Kim irá de avião ou se utilizará seu trem blindado para ir até a Rússia. Há indicações de que o encontro poderá ocorrer no porto do extremo oriente de Vladivostok, não muito longe da fronteira da Rússia com a Coreia do Norte.

No lado russo, o Kremlin divulgou comunicado na semana passada informando que Kim Jong Un deve visitar a Rússia “na segunda quinzena de abril”, mas outros detalhes sobre a visita não foram concedidos. Segundo a agência Yonhap, da Coreia do Sul, a reunião deve ser marcada ainda nesta semana, entre quarta (24) e quinta-feira (25).

Negociações

A Rússia está interessada em obter acesso mais amplo aos recursos minerais da Coréia do Norte, incluindo metais raros. Pyongyang cobiça o fornecimento de eletricidade da Rússia e quer atrair investimentos russos para modernizar suas instalações industriais, ferrovias e outras obras de infraestruturas.

Kim e o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, participaram de duas cúpulas. A mais recente, em fevereiro no Vietnã , fracassou porque a Coreia do Norte queria menos sanções do que Washington estava disposta a conceder pelo desarmamento oferecido por Pyongyang.

Última atualização por Marcel Salim - 01/05/2019 - 15:59