Últimas Notícias Perspectivas 2018 Comprar ou vender Finanças Pessoais Criptomoedas Economia

Fintech

6 Razões pelas quais você deveria contratar um Coach!

Tatiana Pimenta - 23/07/2017 - 21:53

Tati

Tatiana Pimenta é CEO e fundadora da Vittude, startup focada em psicologia e coaching.

Aproveitando o embalo da crise, muitas pessoas, assim como eu, decidiram repensar a carreira e até mesmo seus projetos de vida. O empreendedorismo, seja ele oportunidade ou necessidade, surge como um dos caminhos para realizar sonhos antes deixados de lado. No entanto, ao decidir ser dono do próprio nariz ao invés de ser empregado, temos duas possibilidades que podem se tornar realidade: atingir o sucesso ou ser um completo fracasso, chegando à falência. De acordo com um estudo do Sebrae, 23,4% das empresas morrem antes de completarem dois anos de funcionamento. Após quatro anos, esse número pode chegar a 50% segundo o IBGE.

Diante de um risco tão claro, eis uma primeira questão: como ficar vivo como um novo empresário? Afinal, trabalhar em uma organização já estabelecida, com processos bem definidos e uma equipe de suporte é uma coisa. Começar um negócio do zero, muitas vezes com poucos recursos, sejam eles financeiros ou humanos, é outra completamente diferente. A Vittude, startup da qual sou fundadora, completou seu primeiro ano de vida agora. Nos primeiros oito meses éramos apenas eu e um estagiário de desenvolvimento web. A limitação de pessoas no time tinha pontos positivos e negativos. Foi necessário muito estudo e aprendizado para executar atividades que nunca tinha exercido em empresas onde era empregada CLT. Por outro lado, o estresse, o excesso de trabalho e acúmulo de tarefas inacabadas começaram a aparecer.

Em alguns momentos, estamos tão imersos e focados na execução, que o pensamento e a ação estratégica parecem desaparecer. Você conduziu tudo sozinho até o momento, sem a ajuda de outros profissionais. Isso faz parte do ciclo de vida de uma nova empresa. Porém, chega um ponto em que a estagnação se instala.

Nesse momento torna-se interessante e adequado procurar ajuda de um profissional experiente. Um coach executivo ou de negócios pode ser uma alternativa para dar aquela turbinada no seu negócio ou mesmo no seu momento de carreira. Ter um profissional 100% dedicado a você, com atenção focada e escuta ativa faz a diferença. Um coach executivo , em alguns casos, é o profissional habilitado pronto para ajudá-lo a caminhar assertivamente do estado atual para onde você deseja estar dentro de alguns meses. O coach faz isso concentrando-se apenas em seus objetivos.

Seu propósito, missão e visão estão claros? Você sabe exatamente para onde deseja seguir? Conhece seus talentos e sabe utilizá-los de modo estratégico e direcionados para alavancar os resultados da sua empresa? Se sua visão não estiver clara, qualquer obstáculo poderá distraí-lo e impedir a sua caminhada em direção do crescimento e sucesso.

Afinal, você nunca saberá o que você é capaz até que haja alguém para empurrá-lo para fora de sua zona de conforto. Basta observar qualquer atleta profissional e seus os ciclos de treinamento. A dedicação e o papel do treinador nas vitórias é extremamente relevante. Se ter um coach de negócios é algo que você pensou recentemente, mas ainda não está convencido da importância de contratá-lo, seguem abaixo seis razões pelas quais você deve avaliar esta opção:

1 – Potencializar seus pontos fortes

As pessoas sentem-se mais fortalecidas e confiantes quando aprendem a reconhecer e valorizar seus êxitos, suas conquistas e suas forças. Focar nos aspectos positivos e no que funciona bem para o coachee é mais produtivo do concentrar-se nos pontos fracos e em dificuldades. Esta é a base para a construção de um futuro melhor.

Compreender o que funciona bem em uma área da vida, como e por que funciona bem e promover a transferência desse processo para outras áreas, como a profissional, é o caminho para mudanças bem-sucedidas e duradouras. É o caminho para que o cliente descubra todo o seu potencial e aprenda a usá-lo com maior eficácia e satisfação.

Tati

* Um programa de coaching em grupo, com a equipe da sua empresa, pode potencializar os pontos fortes de todos os gestores e ampliar a troca de conhecimento. Na foto acima, trabalho feito com a equipe de vendas de uma empresa de TI.

 2 – Autoconhecimento

Cada ser humano tem sua maneira própria de processar o conhecimento à respeito de si e do mundo. Ao refletir e descobrir sua maneira de assimilar conhecimento, a pessoa acelera e amplia sua aprendizagem e a transferência do aprendizado para a vida real. O indivíduo é levado a tomar consciência de seus próprios processos de pensamento e evoluir continuamente. Passando, então, a entender seus padrões mentais e otimizá-los para gerar mudanças e melhorias.

3 – Feedback Assertivo

Você deve estar se perguntando: como eu posso obter mudanças positivas? Cultive o hábito de perguntar às pessoas chave da sua vida e do seu trabalho, onde você pode melhorar. Convide essas pessoas para ajudá-lo a atingir seus objetivos. Você pode estar em uma posição boa e confortável, mas desejar um futuro ainda melhor. Ao receber alguns feedbacks, pode ser que, sua primeira reação seja acreditar que as pessoas estão erradas ou que não conhecem suficientemente bem sua atividade para criticar. O processo de coaching irá ajudá-lo a ouvir e dar melhores feedbacks.

* Nesse TED Bill Gates afirma que todos nós precisamos de um coach. Que todos nós precisamos de alguém que nos dê feedback.

Um coach de negócios ajudará no entendimento de que seu sucesso em outras empresas e posições podem já não significar muito hoje em dia. Ao se permitir respirar e refletir, você será convidado a aceitar o fato de que o feedback das pessoas ao seu redor pode estar correto. Você só promoverá alguma mudança se estiver disposto a isso.

Feedback é uma ferramenta poderosa, capaz de nos mostrar onde estamos. Sem ele, você nunca saberá o que seus clientes ou equipes pensam à respeito do seu trabalho ou empresa. Tampouco saberá os pontos que precisam de melhoria em seu negócio. Sem feedback é impossível saber se algo é verdadeiramente muito bom ou ruim. Aprendi isso durante minha formação e sempre incluo em todos os meus processos de coaching executivo. Aprender dar e receber feedback é sempre incluído como um dos objetivos de coaching, mesmo que este não tenha sido mencionado pelo cliente inicialmente. Todos nós precisamos de feedback para saber onde estamos, onde precisamos ir e medir o progresso ao longo do caminho.

4. Brainstorming ampliado

Existe um ditado popular que diz: “duas cabeças pensam melhor do que uma”. Um bom coach, com uma visão externa ao negócio, irá questioná-lo e promover reflexões sobre seu trabalho como líder e gestor na empresa. Diferenças de pensamento, métodos, motivações e competências são usadas na construção de grandes executivos e organizações. Empresas de sucesso identificam, recrutam e treinam profissionais de diferentes crenças, formações, culturas e estilos, de forma a estimular o brainstorming e pensamento criativo. O papel do coach de negócios pode ser fundamental nesse momento.

Em outras palavras, o poder coletivo é muito superior ao poder de uma única pessoa. Um coach sempre traz novas ideias. No entanto, fazer bons exercícios de brainstorming é uma arte, e também uma ciência. A parte da “arte” está relacionada à descoberta dos valores e crenças pessoais que você nunca soube que existiam e ligando-os aos seus desejos e intenções. Às vezes, é preciso uma nova perspectiva para enxergar uma conexão existente.

5. Ser responsável

Não é estranho o quão fácil é quebrar as promessas que fazemos para nós mesmos, e menos ainda quando envolvemos outras pessoas? Um coach atua como um parceiro de responsabilidade que o desafia a elaborar estratégias e a desenvolver seus objetivos alinhando seus esforços para alcançá-los.

6. Para receber orientação

Um coach executivo desafiará seu pensamento, objetivos e vontade de crescer. Como alguém que “esteve lá, fez isso”, um coach também atua como um modelo por causa da experiência que ele ou ela compartilha. Além disso, este profissional tem uma visão única que amplia a consciência de sua empresa.

Vamos pensar em uma metáfora: quando o Papai Noel lhe traz um brinquedo novo, você fica entusiasmado com o pensamento de brincar com ele, mas talvez um pouco desanimado com a ideia de ter que montar todas aquelas peças ridiculamente pequenas. Então, o que você precisa? Receber instruções. Você precisa de orientação para sair do ponto A (retirar as peças da caixa) ao ponto B (ter o brinquedo montado). Uma vez que você faz, você poderá se divertir com o brinquedo durante toda a manhã.

A métrica chave para o sucesso do coaching não está tão ligada às ferramentas e técnicas que você aprende. Elas talvez se tornem obsoletas em cerca de 18 meses. O valor do coaching reside nas ferramentas mentais que o coachee aprende. O autoconhecimento e a mudança de comportamento são os fatores que irão ajudar você a navegar para o sucesso dentro e fora do mundo dos negócios.

Se você já participou de algum processo de coaching, compartilhe comigo os benefícios observados ao longo do seu processo. Clique aqui e contribua com uma pesquisa rápida à respeito do assunto. Em breve divulgarei um infográfico com os resultados obtidos por executivos que passaram por um processo de coaching.

O processo de coaching é capaz de agregar benefícios em diversas áreas, não somente no mundo corporativo. Particularmente tenho um coach há quase 5 anos. Decidi contratar esse serviço quando decidi inserir o esporte, em especial a corrida, na minha rotina. Com o trabalho especializado do Fábio Rosa, meu coach, saí de uma condição de sedentarismo para maratonista amadora. Já corri 4 maratonas e 10 meias maratonas nesse período. Tenho certeza que não teria conseguido esse feito sozinha.

Tati

* Foto na chegada da Maratona de Berlim 2014. Minha primeira maratona!

Muitos atletas, líderes e gestores utilizam o trabalho de um coach para atingir o seu melhor. Grandes nomes, como Jack Welch, lendário CEO da GE, tiveram o apoio de um coach ao seu lado durante sua carreira. Por que você não?

Se deseja saber um pouco mais sobre coaching executivo, faça o download do e-book: Coaching: lapidando líderes.

Tatiana Pimenta é CEO e fundadora da Vittude, startup focada em psicologia e coaching. Atua também como Business & Executive Coach, ajudando empresas e líderes a atingirem resultados extraordinários. É mentora de jovens e mulheres empreendedoras. Desenvolve trabalhos de consultoria empresarial nas áreas de gestão de vendas e cultura organizacional. 

Leia mais sobre: Fintech, Opinião, Startup
 

Últimas Notícias